• (61) 4104-6161
  • apoio@drplastica.com.br

Arquivo por autor

Implantes de silicone pequenos: Moda ou Saúde?

Também conhecida como mamoplastia de aumento, a cirurgia de aumento de mama utiliza implantes para dar volume aos seios ou restaurar o volume perdido após redução de peso ou gravidez.

Assim que esse tipo de cirurgia surgiu, foi muito comentada, e em pouco tempo era o desejo de muitas mulheres. Um dos principais motivos pelo qual a cirurgia se tornou muito conhecida, era o volume das próteses que eram colocadas. As próteses eram grandes e dificilmente a mudança passava despercebida.

protese

Mas, as coisas têm mudado, segundo pesquisa recente realizada pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, de 2018 até os primeiros meses de 2019, o número de intervenções para a troca de um silicone grande por um modelo menor cresceu 20% só no Brasil.

As exageradas próteses de 500 ml, 450 ml e 400 ml deram vez para os modelos de 250 ml à 300ml.

Lifting-dos-Seios

Algumas pessoas dizem que essa mudança dos padrões está acontecendo por motivo de saúde, já que as próteses grandes ferem os tecidos da região das mamas, provocando um estiramento do revestimento cutâneo, além das dores e problemas de coluna ocasionados pelo excesso de peso destas próteses que algumas mulheres se sujeitavam a carregar.

Outros dizem que é por modismo, pelo fato de todas as mulheres estarem optando por próteses menores, as outras mulheres estão indo na onda, e achando mais bonito os seios menores.

O que você deve saber:

Hoje existem mais de 200 modelos de próteses, diferentes tamanhos, texturas, materiais e formatos. Diversas opções para o paciente e o médico escolherem, e sim, o cirurgião é a pessoa mais adequada para lhe dizer qual é o tamanho ideal de prótese para o seu corpo.

É claro que o tamanho ideal deve ser avaliado de acordo com os desejos da paciente, mas é essencial avaliar as medidas do tórax, da base mamária e proporções entre o busto, cintura e quadril de cada paciente. Esses critérios são fundamentais para a avaliação do tamanho das próteses.

protese-ideal

Para cada paciente a situação é única, tal como sua cirurgia. Portanto a escolha do volume da prótese, o formato, a posição e a forma como será feita a cirurgia são decisões definidas pelo médico em conjunto com a paciente e devem levar em consideração as medidas corporais de quem receberá as próteses.

admin

Como melhorar sua automotivação e autoestima no trabalho

O que é autoestima pra você, querida pessoa? Você sabe como ela impacta as suas relações interpessoais, a sua carreira profissional, seu cotidiano? A autoestima está ligada ao autoconhecimento; afinal, como gostar e estimar alguém que não conhece, não é mesmo?

Além disso, a autoestima é a peça chave para a autoconfiança – algo fundamental para reconhecer habilidades profissionais e os talentos que se tem . O que nos leva a um outro ponto: a automotivação. Mas, afinal de contas: o que é autoestima e como ela se faz presente no trabalho? E o que é automotivação? É sobre isso que quero conversar com você neste artigo!

O que é Autoestima?

A autoestima nada mais é do que uma qualidade que cada indivíduo possui em reconhecer, valorizar e confiar em si mesmo. Além disso, a autoestima é uma forma que cada indivíduo possui para se relacionar com a própria identidade. Quanto mais alta a autoestima, maior satisfação com a identidade e características o indivíduo tem.

A elevada autoestima está intrinsecamente ligada ao amor próprio. É importante destacar que a autoestima elevada não significa que a pessoa esteja livres de defeitos. Uma pessoa com autoestima alta é uma pessoa que se ama justamente por reconhecer tanto os defeitos quanto as qualidades que possui. E como é possível identificar estas características? A resposta é: autoconhecimento!

É graças ao autoconhecimento que se torna possível identificar suas habilidades, seus talentos, seus pontos de melhoria, suas qualidades. Com isso, fica mais seguro traçar metas e objetivos tanto no campo pessoal quanto no campo profissional. Quando você se conhece, acreditar em seu potencial não é tão impossível pois você sabe melhor sobre suas potencialidades e, principalmente, confia nelas. Confiar em seu potencial com base no autoconhecimento também é importante para que você aproveite melhor as oportunidades de crescimento profissional, por exemplo.

E como a autoestima pode contribuir de maneira positiva com uma carreira profissional de sucesso?

A autoestima no trabalho

Muita gente se esforça para ter um currículo repleto de experiências e informações para encantar gestores selecionadores, o que não é nenhum erro. Ter um currículo atraente é importante para a carreira de qualquer profissional. Mas, o que muita gente não sabe – ou acredita não ser importante – é que a autoestima também é uma aliada poderosa para as carreiras profissionais. É a autoestima que faz com que os profissionais reconheçam que são capazes de executar determinadas tarefas, assumir novos desafios e funções, além de impedir que haja procrastinação no ambiente de trabalho. Profissionais com boa autoestima são profissionais que confiam em si mesmos e gostam do que fazem. Gostar do trabalho que se tem é um fator fundamental para que a vontade de fazer tarefas seja maior que a vontade de procrastinar, independente da função e cargo que se tenha dentro da organização.

Todos os cargos e funções dentro de uma organização são importantes para o andamento dos processos de uma empresa. Nada melhor que ter profissionais motivados e confiantes de que fazem um trabalho importante e, principalmente, de qualidade, certo? Não é o cargo que traz a motivação, sempre bom lembrar isso. É sempre bom lembrar também que sem autoestima não há automotivação. Mas, como ter esta autoestima e automotivação? Listei aqui algumas iniciativas que você pode tomar agora mesmo,querida pessoa!

1 – Invista em Autoconhecimento

Muitos profissionais não confiam em suas habilidades profissionais ou não se sentem pertencentes a uma organização por não se identificar com o que faz. Exercer um trabalho que não faz sentido algum é uma das maiores causas de desmotivação no ambiente profissional. Isso acontece justamente por falta de conhecimento sobre si mesmo. Por isso é de extrema importância investir em autoconhecimento. É a partir do que se sabe sobre si mesmo é que será possível entender quais funções você exercerá melhor, qual carreira seguir e como seguir. Portanto, conheça suas habilidades e competências, de modo que possa utilizá-las da melhor maneira, gerando resultados com excelência nos desafios propostos.

Vale dizer também que com o autoconhecimento você passa a ter maior domínio sobre si mesmo, sobre suas emoções e padrões de comportamento, gerando uma melhor relação consigo mesmo e com os outros. Isso porque você transmitirá uma nova imagem sobre si mesmo às pessoas que fazem parte da sua rotina de trabalho e isso fará com que elas se relacionem com você de forma positiva.

2 – Acredite em seu potencial

“Se você pode sonhar, você pode fazer”, disse Walt Disney. Tal fala reflete algo imensamente poderoso: a capacidade infinita que cada um de nós possui para realizar sonhos. O primeiro passo para que algo se torne real é pensar, sonhar. A partir do momento em que você consegue criar algo – e, principalmente, acreditar – mentalmente, você também pode criar fisicamente. Lembre-se que que as grandes conquistas não acontecem e nunca aconteceram de uma hora para outra. São frutos de pensamentos pautados pela certeza de que há potencial para se tornar realidade de maneira gradual, contínua e diária. Não tenha medo de ousar ir além: quanto mais você enfrenta seus medos, mais confortável você fica em enfrentá-los, até que chega um momento em que o medo não existe mais.

3 – Reconheça seu valor

Todas as pessoas gostam de ter a certeza de que são úteis. Isso mostra que você faz a diferença. Muitas vezes, as pessoas esperam que o outro diga “você é útil” ou “você tem valor para este lugar”. E é aqui que a automotivação entra em ação. Porque não basta que o outro diga isso, você também precisa sentir isso. Para isso, é importante que você reconheça o valor que o seu trabalho e as suas habilidades profissionais tem. Isso é fundamental para que você se mantenha motivado.

Para que a sua motivação seja cada vez mais constante é importante entender os porquês para que as suas atividades sejam realizadas. É importante também entender o que as suas atividades agregam para o meio em que você está inserido. Reconheça que sua função é importante para a organização. Esse valor é seu, diz respeito ao seu trabalho. Portanto, nada mais justo que ele seja reconhecido por quem o faz, certo?

4 – Celebre seus resultados

Tão importante quanto reconhecer o seu valor e o valor de seu trabalho dentro da organização é comemorar suas vitórias e conquistas profissionais. Comemorar mesmo, querida pessoa! É importante ter esses momentos para que você siga motivado e com a certeza de que seu potencial enquanto profissional é grande. Se presenteie com algo especial, chame os amigos e familiares para compartilhar os bons momentos. Lembre-se que o sucesso não é nada se ele não pode ser partilhado com as pessoas que são importantes para você.

3- Seja positivo e viva o presente

Assuma a responsabilidade do que você quer para sua vida. Colocar a culpa no passado não tornará nada melhor. O presente é o único tempo que podemos modificar e transformar em um futuro que se almeja. Portanto, perceba o aqui e agora como uma oportunidade de fazer diferente. Pense positivo. Lembre-se de que você é a única pessoa capaz de tornar real os seus sonhos e alcançar seus objetivos.

Espero que estas dicas contribuam de maneira positiva com o seu sucesso, querida pessoa! Tem dicas para melhorar a automotivação e autoestima no ambiente de trabalho? Utilize o espaço abaixo para contar a sua experiência e compartilhar como você lida com a sua autoestima no ambiente de trabalho. Se você acredita que este conteúdo poderá ajudar outras pessoas, curta e compartilhe em suas redes sociais.

admin

Rejuvenescimento com fios de sustentação

As rugas inevitavelmente irão aparecer para todos que puderem ter o prazer de envelhecer. Esse é um processo natural do organismo!

Claro que existem precauções que podemos tomar para fazer com que o processo de envelhecimento cutâneo aconteça de forma mais lenta, dentre elas: usar protetor solar, ter uma alimentação saudável, manter a hidratação da pele e do corpo, praticar exercícios físicos com regularidade, manter o peso, evitar o estresse e até mesmo se submeter a procedimentos que interrompam o processo de envelhecimento.

Mas, uma vez dito que essas precauções retardam o processo, é importante lembrar que elas não eliminam as rugas nem cessam definitivamente o envelhecimento cutâneo.

Rejuvenescimento com fios de sustentação

As temidas rugas vão aparecer! Porém a boa notícia é que existem muitos procedimentos capazes de atuar no rejuvenescimento, e é possível escolher por um ou utilizar uma combinação de procedimentos que são capazes de proporcionar resultados incríveis.

Alguns desses procedimentos faciais já foram apresentados aqui no blog, como o peeling, a blefaroplastia, o lifting e os preenchimentos. Mas um assunto que ainda não foi tratado nesse canal é o procedimento de rejuvenescimento feito com fios de sustentação.

O que é rejuvenescimento com fios de sustentação

É um procedimento no qual são utilizados fios para redesenhar o contorno facial e levantar estruturas que foram vítimas da flacidez. O procedimento também pode ser conhecido por algumas pessoas como Sutura Silhouette.

Os fios utilizados são feitos de ácido polilático, que é um material biocompatível, que não causa rejeição e será absorvido pelo organismo com o passar do tempo.

Na estrutura do fio encontram-se pequenas “garrinhas” que são responsáveis pela sustentação que causará o efeito lifting inicial.

Os locais onde os fios de sustentação são mais utilizados são: no contorno das bochechas, mandíbulas e pescoço.

Como é feito o rejuvenescimento com fios de sustentação

É um procedimento não cirúrgico, que não exige cortes, feito todo em consultório e apenas com anestesia local, que causa uma ardência inicial, mas evita que o paciente sinta qualquer dor enquanto os fios são posicionados.

O(A) paciente apresentará suas queixas, o cirurgião plástico fará uma análise criteriosa, com a medição das proporções faciais e marcações que guiarão o posicionamento dos fios de sustentação.

É importante salientar que na conversa com o cirurgião pode ser definido a combinação de dois ou mais procedimentos para alcançar o melhor resultado esperado pelo(a) paciente.

Como por exemplo, a combinação da utilização dos fios de sustentação para tratar a flacidez na região da mandíbula com a aplicação de ácido hialurônico para minimizar as rugas da testa.

Por isso que sempre enfatizamos o quanto é importante que o paciente venha ao consultório, ou faça sua pré-consulta online, para entender melhor qual ou quais são os procedimentos mais indicados para o caso dele, quais serão capazes de atingir o resultado esperado e como funciona cada um dos procedimentos.

Rejuvenescimento com fios de sustentação

Duração do efeito

Além do resultado imediato que o fio proporciona, ele ainda estimula a produção de colágeno por até 24 meses, o que irá trabalhar para a melhoria do aspecto da pele durante todo esse período.

A combinação do resultado rápido com a duração prolongada faz com que esse procedimento seja cada vez mais procurado no consultório.

Cuidados posteriores

Como não é uma cirurgia plástica os cuidados após o procedimento também são mais tranquilos. Recomenda-se uma semana de repouso e um cuidado extra na região onde o fio foi posicionado, para que não haja edema local.

O médico irá passar todas as orientações necessárias para fazer com que o resultado do procedimento seja o melhor possível e para que se prolongue por mais tempo.

admin

Saiba mais sobre a cirurgia plástica de glúteos

Ter um bumbum bonito e bem definido é o desejo de grande parte das mulheres e também dos homens, por que não? Porém, grandes emagrecimentos, genética, uso inadequado de vestimentas, entre outros fatores podem comprometer a estética da região glútea.

Um dos problemas mais enfrentados por quem deseja realizar uma cirurgia plástica nesta área, é a presença dos glúteos caídos, especialmente com queda sobre o sulco inferior. O resultado é excesso de pele e flacidez.

Em um primeiro momento, os pacientes tentam realizar exercícios físicos direcionados à área, mas quando não obtém sucesso ou resultados satisfatórios, optam pelo lifting de glúteos.

Como é feita a cirurgia plástica de glúteos?

O Lifting de glúteos é realizado através de incisões na linha da roupa íntima, algo que vai permitir disfarçar a cicatriz do lifting de glúteos.

É feita a remoção da pele excedente, devolvendo ao bumbum um aspecto mais firme e à região, maior equilíbrio corporal.

Mas vale ressaltar que essa técnica é diferente da gluteoplastia, já que ela não exige a inserção de uma prótese de silicone.

O resultado obtido deve ser natural, definido através da perícia e análise do cirurgião plástico.

Posso incluir próteses de silicone também?

Para conquistar mais definição e volume, é possível sim incluir as próteses, desde que o médico autorize a associação das duas técnicas.

Chamada de gluteoplastia, a técnica posiciona uma prótese de silicone dentro do músculo glúteo, promovendo aumento do volume e melhora do contorno.

Essa prótese possui um formato específico para a região.

O resultado serão nádegas mais firmes, redondas e erguidas, criando uma aparência mais curvilínea.

Falando nisso, o bumbum brasileiro é dos mais admirados no mundo. Tanto é que nos EUA existe o Brazilian Butt Lift…

O que é o Brasilian Butt Lift?

Os médicos criaram nos EUA, a cirurgia chamada de Brazilian Butt Lift, uma espécie de lifting de bumbum brasileiro.

O procedimento tem crescido por lá. Só no ano passado, foi registrado um aumento de 36% neste tipo de cirurgia.

A técnica consiste em retirar gordura das partes mais indesejadas, como culote, barriga e pernas, para injetar diretamente no bumbum. Aqui esse procedimento também é realizado, mas o chamamos de lipoescultura.

admin

Silicone x amamentação: descubra mitos e verdades sobre o assunto

O aumento cosmético dos seios (implantes mamários) é um dos procedimentos cirúrgicos mais comuns em todo o mundo. Mas a busca por informações sobre a amamentação nesses casos vem aumentando na mesma proporção que o número de procedimentos de aumento de mama.

Neste artigo, vamos falar sobre os mitos e verdades relacionados à amamentação. Quer entender mais sobre silicone e amamentação? Então, continue a leitura para conferir!

Qual a importância da amamentação?

O leite materno fornece a nutrição ideal para bebês. Tem uma mistura quase perfeita de vitaminas, proteínas e gorduras — tudo o que um bebê precisa para crescer. O leite materno contém anticorpos que ajudam a combater vírus e bactérias, além de reduzir o risco do surgimento de asma ou de alergias.

Mais do que isso, os bebês que recebem o aleitamento materno exclusivo nos primeiros 6 meses, sem qualquer fórmula ou complementação, têm menos chances de desenvolver infecções de ouvido, doenças respiratórias e episódios de diarreia. Eles também têm menos riscos de hospitalizações e consultas ao médico.

Quais os mitos e verdades envolvendo silicone e amamentação?

Para quem tem prótese de silicone, o assunto se torna grande dúvida nessa fase. Leia, a seguir, algumas questões comuns.

Seios com silicone são impedimentos para a amamentação?

Mito. Implantes de silicone são inseridos perto da axila, sob o tecido mamário ou sob o músculo do peito. Não devem afetar a amamentação, a menos que o mamilo tenha sido reduzido. Nesse caso, o leite fornecido pode estar comprometido.

Implantes de silicone podem prejudicar a saúde do bebê?

Mito. Não há evidências de que a amamentação com implantes de silicone seja prejudicial ao bebê.

Do que são feitos os implantes?

A maioria dos implantes mamários compreende uma concha de silicone preenchida com solução salina (água salgada) ou gel de silicone, que representa 60% dos implantes usados atualmente. O silicone é uma substância sintética, uma mistura de compostos feitos de silício (um elemento natural encontrado na areia).

Na fabricação, ele é geralmente descrito como tendo baixa toxicidade e tem vários usos na indústria (selantes isolantes), na área médica (tubulação) e em casa (utensílios de cozinha, bicos de mamadeira, brinquedos).

Qual a importância de consultar um cirurgião plástico especialista?

É muito importante obter uma consulta com um cirurgião plástico especialista para ter total conhecimento dos cuidados com a amamentação e o implante. Tal como acontece com todas as mulheres, o sucesso do aleitamento também depende de ter as informações corretas sobre posicionamento e manejo.

Saber como ajudar o organismo a produzir mais leite materno e querer ter sucesso também é importante. As mulheres com problemas de suprimento de leite devem informar ao médico do bebê que elas fizeram uma cirurgia de mama.

Seus bebês precisam de acompanhamento mais próximo para garantir que o crescimento e o ganho de peso sejam normais. Um consultor de lactação pode ser um recurso valioso para a mulher que passou por uma cirurgia de mama.


admin

Como enfrentar a tristeza do domingo à noite?

Em teoria, o período entre a noite de sexta-feira e a manhã de segunda-feira deveria ser repleto de momentos prazerosos. Apesar disso, é comum que as noites de domingo, que deveriam ser aproveitadas com a família, amigos ou pets, sejam momentos de pensamentos como: “Que reuniões eu tenho amanhã?” ou “A que horas devo acordar para chegar a tempo do meu primeiro compromisso de segunda-feira?”.

Parece familiar? Pois você não está sozinho.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o estresse foi classificado como a epidemia do século 21. Estudos mostram que o trabalho é, de longe, o maior produtor de estresse para adultos norte-americanos e os números têm aumentado de maneira progressiva nas últimas décadas. Um relatório do Instituto Nacional de Segurança e Saúde Ocupacional revelou que 40% dos trabalhadores declaram que seus empregos são muito ou extremamente estressantes e 25% deles enxergam o trabalho como o principal fator de estresse de suas vidas. Por isso, não é surpresa o fenômeno batizado de “tristeza do domingo”: a ansiedade sentida na iminência do começo da semana de trabalho. Não é uma criação da sua cabeça – é algo real. De acordo com um levantamento feito pelo site “Monster”, 76% dos norte-americanos alegam sentir muita tristeza nas noites de domingo.

Programe uma atividade divertida

Ficar largado no sofá de casa aumenta a probabilidade de que os pensamentos ruins se instalem. Tente planejar uma distração ou atividade divertida para manter o foco em coisas positivas. Direcione esse tempo para seu passatempo favorito, vá ao cinema, tome sol ou beba uns drinques com amigos. Planeje uma fuga aos fins de semana. E comece a prestar atenção nos momentos em que o sentimento de ansiedade começa, assim você pode marcar as atividades prazerosas para essas horas.

Desconecte-se do e-mail

Você não precisa estar a todo momento na internet, como seu chefe. A partir do momento que você começar a responder mensagens nas noites de domingo, essas será uma atitude esperada de você para sempre. Em vez disso, crie a rotina de sempre checar seu e-mail durante a semana e reservar os fins de semana para atividades pessoais. Estabeleça alguns limites e se mantenha fiel a eles. Se tiver tempo para se recarregar aos sábados e domingos, suas manhãs de segunda-feira serão bem mais produtivas.

Planeje a próxima semana

Como é possível se desconectar dos e-mails? Tente planejar sua semana com antecedência. Reserve a manhã de sexta-feira para estabelecer objetivos e prazos para a semana que está por vir. Limpe sua caixa de entrada para começar do zero na segunda-feira – você pode até escrever e-mails e programar o envio deles em uma data futura. Ao organizar seus pensamentos e se preparar para reuniões futuras, você garante um fim de semana melhor.

admin

Lipoabdominoplastia: um abdome liso, sarado e livre das gordurinhas indesejáveis

A lipoabdominoplastia é um dos recursos mais adotados pelas mulheres que sonham com um abdome liso, sarado e livre das gordurinhas indesejáveis. Além dos benefícios estéticos, esse procedimento também ajuda a elevar a autoestima e influencia o bem-estar emocional.

Confira, então, o que é essa técnica, para quem é indicada e quais os benefícios resultantes dessa harmonização. Acompanhe!

O que é lipoabdominoplastia e para quem é indicada?

A lipoabdominoplastia é uma técnica realizada para retirar o excesso de gordura do abdome e moldá-lo de acordo com a preferência dos pacientes. Vale destacar que essa correção estética também pode ser feita em homens, principalmente naqueles que têm necessidade de melhorar o aspecto da região abdominal.

Esse procedimento é indicado em diversas situações. Em mulheres, essa técnica é utilizada também para amenizar o efeito da diástase, uma condição que surge, geralmente, após a gravidez. A diástase é a separação dos músculos abdominais distendidos durante a gestação, o que provoca muita flacidez.

Além dessas indicações, conheça outras situações em que a lipoabdominoplastia pode trazer ótimos resultados. Confira!

  • Excesso de pele na barriga, com ou sem gordura lateral;
  • aumento do volume abdominal provocado por excesso de gordura na região ventral;
  • gordurinha localizada na barriga, quando há excesso de gordura para a região lateral.

Quais são os benefícios da lipoabdominoplastia?

Muitas são as vantagens de quem se submete a esse procedimento. Além de conquistar a tão sonhada barriguinha zero, a mulher também fica com a silhueta mais fina e bem modelada, e com a aparência mais magra. 

Listamos mais algumas vantagens dessa técnica. Veja quais são!

  • Reconstrução e fortalecimento do tônus abdominal;
  • retirada do excesso de pele flácida do abdome;
  • melhoria e redução da incontinência urinária;
  • possibilidade de correção de hérnia ventral;
  • rápida remoção das gorduras localizadas;
  • definição da silhueta abdominal;
  • melhora da postura corporal.

Qual é a duração da lipoabdominoplastia e como é o pós-operatório?

Geralmente, essa intervenção cirúrgica dura, em média, de 3 a 5 horas. O pós-operatório exige o uso de analgésicos para aliviar a dor e o desconforto. No entanto, no dia seguinte ao procedimento, os pacientes têm alta.

Listamos alguns cuidados que podem ajudar a obter melhores resultados em sua cirurgia. Confira:

  • cinta abdominal: é preciso usá-la por 30 dias para evitar que a área da cirurgia fique inchada ou muito dolorida;
  • posição ao andar: nas 2 primeiras semanas após o procedimento, é preciso evitar esticar o tronco para não forçar a abertura dos pontos;
  • caminhar um pouco: o repouso absoluto não é indicado porque pode provocar trombose venosa ou outros riscos à saúde.
  • drenagem linfática: esse tipo de massagem é importante para reduzir o edema e melhorar a circulação sanguínea na região da cirurgia;
  • ingerir bastante água: manter uma boa hidratação é essencial para assegurar resultados mais positivos a essa intervenção cirúrgica.
admin

Há diferença entre rinoplastia masculina e feminina?

As intervenções cirúrgicas estéticas se tornaram uma verdadeira tendência no Brasil, sendo procuradas por pessoas de todas as faixas etárias. Se engana quem pensa que somente o público feminino prioriza um contorno facial e corporal harmônico. Afinal, as cirurgias plásticas como a rinoplastia masculina têm crescido bastante.

A rinoplastia, por exemplo, cirurgia que corrige o formato e o tamanho do nariz, é a segunda mais procurada pelo público masculino. Como o nariz é uma das características que mais impactam na fisionomia, não é de se estranhar a procura. Além disso, a rinoplastia é capaz de melhorar aspectos funcionais, como a respiração, melhorando a qualidade de vida.

Neste artigo, explicaremos quais são as diferenças entre rinoplastia masculina e feminina, e quais são os benefícios que esse procedimento cirúrgico pode proporcionar aos homens. Confira!

Qual é a diferença entre rinoplastia masculina e feminina?

A rinoplastia é um procedimento cirúrgico que busca alterar o formato e o tamanho do nariz, tornando-o proporcional ao rosto e mais simétrico. Geralmente, o nariz grande ou largo é o motivo que motiva a consulta com um cirurgião plástico. As pessoas, sejam homens ou mulheres, podem ser insatisfeitas com o formato do nariz e se sentirem incomodadas com a sua aparência, o que prejudica a autoestima e a confiança.

Há algumas diferenças entre a rinoplastia masculina e feminina. No caso dos homens, geralmente o nariz é maior, tem o dorso nasal mais reto e a ponta tem rotação de 90 a 95 graus. No caso das mulheres, essa angulação é de 95 a 105 graus.

Para que o resultado fique com aspecto natural, o cirurgião plástico evitará as características nasais femininas em homens, como a ponta mais “arrebitada”, o nariz fino ou o dorso nasal mais baixo. O mesmo também deverá acontecer na rinoplastia feminina, ou seja, o cirurgião plástico evitará as caracterísitcas masculinas em mulheres. Além disso, o profissional promoverá a simetria do nariz e a melhor proporção entre o nariz e o rosto.

Quais são os benefícios dessa cirurgia plástica no nariz?

Rinoplastia melhora a qualidade de vida

A rinoplastia pode ter caráter estético ou funcional e, normalmente, associam-se os dois. Esse procedimento pode melhorar a qualidade de vida, uma vez que também corrige problemas relacionados à respiração.

O desvio de septo é uma das alterações que pode ser corrigida por meio da rinoplastia, sendo indicada quando há prejuízos à respiração, quadros de sinusite recorrentes ou perda da qualidade do sono. Geralmente, com a correção do desvio, também corrige-se a arquitetura do nariz, tornando-o mais harmônico e belo.

Aumenta a autoestima e a confiança

O nariz é uma característica importante do rosto. Desse modo, se ele for grande, caído, largo, tiver assimetrias ou proeminências ósseas, pode haver prejuízo na estética da face, o que afeta a autoestima. Além disso, pessoas com baixa autoestima se sentem pouco confiantes em suas relações interpessoais e até mesmo no trabalho.

A correção da estética do nariz deixa a pessoa mais bela e, consequentemente, mais confiante. Assim, há uma melhora global no humor e no nível de satisfação pessoal, impactando positivamente as demais áreas da vida.

Quais cuidados devem ser tomados antes de realizá-la?

Como mostramos, a rinoplastia masculina tem diferenças marcantes em comparação com a feminina. Para que o resultado seja satisfatório, é fundamental que o médico escolhido tenha bastante experiência com a cirurgia plástica masculina.

E então, entendeu a diferença entre a rinoplastia masculina e feminina e quais são os seus benefícios? Essa cirurgia plástica pode mudar a vida de uma pessoa para melhor. Se você tem dúvidas ou deseja fazer uma avaliação, procure um cirurgião plástico em Brasília de confiança.

admin

Revolução dos Cabelos brancos: orgulho ao visual grisalho

No início de 2015, Kate Middleton foi ridicularizada pela mídia britânica por exibir fios brancos em algumas aparições públicas. Grávida de seu segundo filho, a duquesa de Cambridge estampou a primeira página de vários tabloides, sendo duramente criticada pelo cabelereiro Nicky Clarke, que chamou o incidente de “desastre”, como se uma mulher não tivesse o direito de envelhecer.

Agora, três anos mais tarde, levantamento da rede social Pinterest revela que os cabelos grisalhos, antes aceitos apenas na terceira idade, finalmente devem começar a ser considerados “in” entre os fashionistas.

A plataforma de imagens, que sempre divulga relatórios de buscas no fim de cada ano, revelou: a procura pelo termo “ficar grisalho” aumentou 879% em 2018. Para o Pinterest, o dado indica que as consumidoras “deixarão de lutar contra o envelhecimento em favor do brilho e charme dos fios brancos”.

De acordo com a professora Carolyn Mair, especializada em psicologia da moda, o antienvelhecimento está com os dias contados. Segundo a docente, essa demonstração externa de autoaceitação e autoconfiança traz sensação de poder e autenticidade. “Esta sou eu. Sei quem eu sou e gosto de quem eu sou. É assim que as mulheres estão pensando”, disse a educadora ao The Guardian.

Vice-editora da Vogue britânica, Sarah Harris é uma das defensoras dos cabelos grisalhos. Hoje, ícone de estilo, a comunicadora diz que o intuito ao deixar as madeixas na cor natural nunca foi lançar moda. “Quando eu era mais jovem, observava minha mãe tingir o cabelo a cada seis semanas, por causa dos brancos. Eu apenas decidi não fazer isso”, conta.

Surpreendentemente, desde quando optou por abraçar seu envelhecimento, Sarah Harris notou maior movimentação em suas redes sociais. “Todos os dias, recebo pelo menos uma mensagem de seguidoras me agradecendo por inspirá-las. Se você vê mais e mais mulheres fazendo isso, acaba se tornando empoderador”, diz a vice-editora da Vogue britânica.

Josh Wood, o colorista responsável pelo cabelo cinza da veterana Kristen McMenamy, concorda que a maré mudou. “No Reino Unido, costumava haver um estigma em torno dos cabelos grisalhos. A geração da minha mãe teria visto algo assim como desleixo, mas, agora, você pode incorporar fios brancos em um estilo contemporâneo, moderno, glamouroso e bonito”, garante.

A modelo brasiliense Alicia Seltz, da 3 Models Agency, foi convidada a pintar o cabelo de branco para estampar a caixa de uma marca de coloração e, após o job, resolveu continuar com o tom. Desde então, o número de trabalhos conquistados pela profissional aumentou consideravelmente. “É uma cor que valoriza bastante os penteados e as fotos, então muitos clientes da agência se interessam”, revela.

Durante a primeira edição do Brasília Trends, Seltz descolou vários desfiles – e sempre que ela entrava na passarela, todos os olhares se voltavam ao platinado de seus fios. “Está sendo uma experiência bem diferente, estou amando a cor. Me sinto poderosa”, disse.

admin

Vantagens e desvantagens de colocar silicone no verão

Logicamente, no verão a paciente encontra uma situação completamente diferente daquela que descrevemos no item anterior. Porém, isso não significa que colocar silicone nesse período seja complicado.

Na verdade, existem muitas mulheres que até preferem realizar a cirurgia  nessa época.

Afinal, depois de turbinar os seios o que elas mais querem é exibi-los com roupas decotadas, típicas do guarda-roupas de primavera/verão.

Apesar de as temperaturas altas causarem um pouco de inchaço e incômodo, já explicamos que nesse tipo de cirurgia o desconforto é mínimo.

Nas regiões Norte e Nordeste do Brasil, por exemplo, faz bastante calor praticamente o ano inteiro. Entretanto, as mulheres colocam a prótese de mama sem nenhum problema. Portanto, a temperatura alta não é um impedimento!

O cuidado maior, na verdade, diz respeito à exposição ao sol. No pós operatório, ele deve ser evitado por pelo menos 30 dias. Essa restrição acaba sendo uma tentação para quem está ansiosa para desfilar os novos seios em um biquininho!

admin

Prótese de silicone para Glúteo: um bumbum mais definido

As próteses de mamas e a lipoaspiração são os procedimentos estéticos mais realizados no mundo. Em primeiro no ranking de intervenções cirúrgicas, o Brasil está se aperfeiçoando no implante da prótese de glúteos, para deixar o bumbum mais avantajado. Só há duas formas de conseguir um bumbum mais definido: Por meio da gordura da lipoaspiração que é enxertada na região do glúteo ou pela prótese de silicone para glúteo.

Além das mamas, o implante pode ser colocado na região dos glúteos, na panturrilha e, em alguns casos, no peitoral masculino. Hoje em dia as próteses de glúteos têm um formato anatômico e são colocadas de forma intramuscular, deixando um resultado muito mais natural.

A limpeza da região é muito importante para não infeccionar os pontos no período pós-operatório. A paciente que se submeteu ao implante deve ter certos cuidados, como não tomar injeção no local, já que pode perfurar a prótese.

O repouso da cirurgia é em torno de duas a três semanas e a paciente pode, sim, ficar sentada. A medicina está tão avançada que as próteses não têm mais prazo de validade, não é mais necessário trocar as próteses depois de determinado período.

admin

Cirurgia íntima: o que é e quais os tipos

Cirurgias íntimas são procedimentos feitos para melhorar a aparência ou a funcionalidade de órgãos genitais tanto de homens quanto de mulheres. O método tem ganhado fama no Brasil: segundo dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), 25 mulheres foram submetidas à cirurgia genital somente em 2016.

Antes de optar pelo procedimento, é importante entender a real necessidade dele, que deve ter como propósito principal melhorar a autoestima e evitar possíveis incômodos que possam haver na relação sexual.

O que é a cirurgia íntima?

É um procedimento cirúrgico de harmonização e reparação da anatomia genital e tecidos ao redor, visando a melhora estética da região.

Essa uma região envelhece com o tempo, altera-se e também pode ser tratada, contribuindo para melhora da autoestima das pessoas.

A Cirurgia Íntima pode ser feita tanto em homens quanto em mulheres?

“Pode sim. Esse tipo de cirurgia plástica íntima é mais comum nas mulheres, devido à procura e também por haver mais tipos de cirurgias plásticas capazes de melhorar a estética genital feminina, afirma o cirurgião plástico Dr. Alexandre Nunes que atende em Brasília.

É aplicável em mulheres que apresentam algum tipo de alteração vaginal, pubiana ou perineal, decorrentes de partos vaginais traumáticos, assim como decorrentes de ganho ou perda de peso extrema, ou mesmo variações anatômicas congênitas ou de desenvolvimento e até mesmo rejuvenescimento genital.

Em homens visa correção das proporções entre bolsa escrotal, pênis, gordura púbica, além de aumento ou alinhamento da curvatura ou correções do prepúcio por alterações congênitas ou adquiridas.Mas hoje vamos falar sobre os tipos de cirurgias íntimas para as mulheres.

Tipos de cirurgias íntimas femininas

Lipoescultura de monte púbico

O monte púbico, também chamado de monte de Vênus é a gordurinha que fica na parte de cima púbis. Quem deseja mudar seu tamanho pode se submeter a uma lipoescultura, cirurgia que retira ou enxerta gordura na região – o segundo caso é mais comum em distrofias, como cicatrizes.

Lifting da região púbica

É semelhante à abdominoplastia, no entanto se executa a elevação do tecido púbico com suturas de tecidos profundos e retirada de pele.

Plástica dos grandes lábios

Para volumização, faz-se preenchimento com gordura da própria paciente nos grandes lábios. Para redução do tamanho, é retirada pele de locais estratégicos ou feita lipoaspiração.

Ninfoplastia

É indicada nos casos de aumento, assimetria ou desproporção dos pequenos lábios, características que podem constranger algumas mulheres e até causar dor nas relações sexuais.

O procedimento gera remoção do excesso de pele dos pequenos lábios, deixando-os menores e simétricos.

Plastia de clitóris

Proporciona a diminuição do clitóris ou do prepúcio (tecido que o envolve) em casos de desenvolvimento excessivo da estrutura.

Hímenoplastia

Consiste na reparação do hímen, membrana que é popularmente ligada à virgindade. É indicada para pacientes que sofreram abusos sexuais ou os que sofrem pressões religiosas devido à questão da virgindade.

Perineoplastia

Geralmente realizada em mulheres que sofreram laceração da musculatura da vagina, visa a reconstruir o órgão, tratando inclusive casos de bexiga caída e incontinência urinária.

admin

Como funciona o preenchimento com ácido hialurônico?

As intervenções estéticas por meio de procedimentos não invasivos são uma forte tendência no Brasil. Segundo o censo de 2016 da SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica), os procedimentos dessa natureza não cirúrgicos aumentaram cerca de 390%, enquanto os cirúrgicos tiveram um aumento de apenas 8%.

Essa tendência se manteve durante 2018 e 2019, mas, afinal, o que ocasionou essa mudança? Segundo os especialistas, pessoas mais jovens procuram tratamentos preventivos, enquanto indivíduos na meia idade preferem os procedimentos menos invasivos. Além disso, as intervenções estéticas têm um custo inferior às cirúrgicas.

Entre os tratamentos mais procurados está o preenchimento com ácido hialurônico, usado para rejuvenescer o rosto e prevenir o seu envelhecimento. Quer saber mais sobre essa técnica?

O que é o ácido hialurônico?

O ácido hialurônico é produzido fisiologicamente pela camada cutânea da pele. A sua função é preencher os espaços entre as células, o que as mantém lisas, elásticas, bem hidratadas e sem deformidades.

Com o passar dos anos a produção dessa substância diminui, assim como acontece com o colágeno. Esse fenômeno causa o aparecimento de linhas de expressão, flacidez e aspecto de ressecamento da pele. É por esse motivo que repor o ácido hialurônico possibilita o rejuvenescimento facial.

Como ele o preenchimento é feito?

O preenchimento com ácido hialurônico é feito por um médico em consultório. A anestesia pode ser feita com pomadas ou com anestésico injetável. O local de aplicação depende da queixa do paciente, ou seja, das regiões que têm rugas, áreas de flacidez ou perderam o contorno.

Com o passar dos anos, por exemplo, é natural que a pele da região das bochechas se torne flácida e um pouco caída. O ácido hialurônico pode ser usado para repor o volume nessa região, o que tornará a cútis esticada novamente e em seu lugar natural. Isso é importante porque maçãs do rosto protuberantes são uma característica de pessoas jovens.

Outra queixa frequente nos consultórios são as olheiras. O preenchimento com ácido hialurônico pode ser usado para hidratar a região, diminuindo a aparência de cansaço e o tom arroxeado. Os lábios, tanto superiores quanto inferiores, também podem receber volume.

Outros locais que podem receber o preenchimento são a linha de marionete (sulco labiomentoniano), bigode chinês (sulco nasogeniano), rugas entre as sobrancelhas e no contorno da face, como os maxilares. Na maioria dos casos é necessário realizar a aplicação em mais de uma área, utilizando as regras da harmonização facial.

Além disso, essa substância também pode ser usada para tratar cicatrizes de acne, áreas com celulite e locais atróficos (com leve depressão).

Quais são as vantagens desse procedimento?

O preenchimento com ácido hialurônico é praticamente indolor, visto que é usado anestésico antes do procedimento. Além disso, as agulhas usadas são bastante finas.

O interessante é que além de preencher a região, tornando-a mais firme, o ácido hialurônico é capaz de atrair moléculas de água, o que deixa a pele com aspecto viçoso e hidratado. Sendo assim, ele pode ser usado para tratar os sinais de envelhecimento e também para prevenir que as rugas e a flacidez do rosto apareçam precocemente.

Quando feito por um médico experiente, o preenchimento fica sutil e delicado. Além disso, ele pode ser feito em várias sessões para que o paciente se acostume com o resultado. O tempo de duração varia entre 1 a 2 anos, sendo necessário reaplicação.

admin

Rinoplastia: tire suas dúvidas sobre esse procedimento!

O nariz se destaca no rosto, sendo um dos grandes responsáveis pela harmonia facial. Por estar em evidência, possui grande importância estética.

Sendo assim, a rinoplastia pode ser uma boa opção para melhorar a autoestima de quem não está muito satisfeito com a aparência.

Hoje, vamos tirar suas dúvidas sobre a rinoplastia. Se você tem interesse no assunto, não deixe de conferir. Talvez essa seja a solução que você procura!

Quando e por que optar pela rinoplastia?

Um procedimento cirúrgico pode parecer uma solução drástica, mas, no caso do nariz, pode ser que seja a única. Isso porque a rinoplastia corrige não apenas imperfeições, como também resolve alguns problemas respiratórios.

A cirurgia plástica no nariz muda o tamanho, a forma e o ângulo do nariz, redesenhando todo o formato. É possível deixá-lo maior, menor, mais arredondado ou empinado. Por ser basicamente composto por cartilagem, é possível fazer diversas alterações.

Além disso, com a rinoplastia pode-se corrigir problemas que dificultam a respiração, como a obstrução de fluxo, desvio de septo e anomalias nasais. Inclusive, muitas pessoas aproveitam a cirurgia corretiva para fazer um procedimento estético.

Dessa forma, a rinoplastia é indicada para pessoas que tenham dificuldades respiratórias, deformidade causada por alguma lesão traumática ou problemas nasais congênitos. É necessário que já tenham passado completamente pelo crescimento facial (após a puberdade), exceto nos casos de acidentes.

Quais as técnicas e procedimentos disponíveis?

De modo geral, a rinoplastia é um procedimento relativamente simples, que dura em torno de uma a três horas. É preciso ficar internado pelo menos uma noite, com aplicação de anestesia local ou geral.

O cirurgião plástico em brasília DR. Alexandre Nunes realiza pequenas incisões no nariz, para moldá-lo de acordo com o formato desejado. Ele faz um rearranjo dos ossos e da cartilagem, podendo ser necessário quebrar ou retirar algumas partes. Depois, é colocado um suporte para sustentação e proteção.

Existe diferença entre a rinoplastia aberta e a fechada. Como os nomes sugerem, na primeira as incisões são feitas do lado de fora e, na segunda, na parte interna das narinas.

A rinoplastia fechada oferece uma recuperação mais rápida, o pós-operatório mais tranquilo e não deixa cicatrizes. No entanto, exige mais habilidade e experiência do cirurgião, uma vez que é uma cirurgia mais delicada. Em alguns poucos casos, pode não ser possível realizar esse procedimento, apenas o aberto.

admin

Lipo de alta definição: veja como é feita e quais os benefícios

Provavelmente você já ouviu falar sobre lipoaspiração. Mas será que conhece a lipo de alta definição? Esse novo procedimento, também chamado de lipo HD, tem como objetivo não somente aspirar o excesso de gordura, mas criar a definição dos contornos do corpo. Ou seja, a retirada de gordura de locais estratégicos ajuda a criar uma impressão definida e esculpida dos grupos musculares.

Sendo assim, a lipo de alta definição é indicada para pessoas que já mantêm uma rotina saudável, com alimentação equilibrada e prática de exercícios físicos. Afinal, o resultado permite aprimorar o trabalho da musculação e da dieta, tornando a aparência mais musculosa e atlética.

Tem curiosidade em saber mais sobre a lipo de alta definição? Acompanhe o post e saiba como ela é feita, se existem contraindicações e outras informações importantes!

Para quem esse procedimento é indicado?

Existe uma camada de tecido adiposo entre a pele e a musculatura. Dessa forma, por mais que uma pessoa trabalhe os grupos musculares, os resultados tendem a ficar mascarados devido à presença de gordura. Ela pode ser difícil de eliminar, até mesmo para indivíduos que têm baixo percentual de tecido adiposo.

Sendo assim, a lipo de alta definição é indicada para pessoas que já têm músculos definidos, mas desejam aprimorar esse aspecto. A técnica é muito usada no abdômen, por mulheres e homens que querem alcançar os almejados “gominhos”, por exemplo. Também pode ser feita nos braços, costas, coxas e outras regiões.

Como é feita a lipo de alta definição?

Primeiro o médico verificará o estado de saúde do paciente, com exames pré-operatórios. Geralmente são feitos hemograma, eletrocardiograma e outros procedimentos indicados pelo cirurgião. A anestesia normalmente é a geral ou peridural com sedação.

O procedimento é realizado com a técnica clássica de lipoaspiração, a vibrolipoaspiração ou a lipoaspiração ultrassônica.

A cânula é inserida por pequenas incisões e acoplada a um aspirador cirúrgico. Assim como na técnica convencional, o médico realiza movimentos de vai e vem para retirar o excesso de gordura.

Os locais de sucção serão marcados estrategicamente pelo cirurgião, de modo que os músculos fiquem ressaltados e com um formato bonito.

Quais são os riscos e os benefícios?

Essa técnica tem vários benefícios devido à técnica de vibrolipoaspiração. O mecanismo giratório da cânula diminui o tempo de cirurgia, que dura cerca de metade do tempo de uma lipoaspiração convencional. Assim, o paciente tem menos dor e inchaço, com menor chance de apresentar hematomas.

O resultado são músculos bem definidos e um contorno corporal mais atlético. Não há risco de flacidez, uma vez que o cirurgião só retira a quantidade ideal de gordura para garantir a melhora da estética.

Os riscos estão relacionados aos perigos de qualquer cirurgia, ou seja, alergia à anestesia, hematomas e outros. No entanto, esse é um procedimento relativamente tranquilo, uma vez que a cirurgia não é tão invasiva quanto as demais técnicas de lipoaspiração.

Como funciona o pós-operatório?

Após fechar as incisões o cirurgião pode optar pelo uso de malhas de compressão ou bandagens elásticas na região aspirada. O objetivo é comprimir a pele e evitar a retenção de líquidos, facilitando o processo de recuperação.

No pós-operatório é preciso seguir estritamente os cuidados indicados pelo cirurgião plástico. Isso porque cada profissional tem as suas preferências quanto às recomendações e de forma alguma deve-se aceitar a opinião de terceiros.

A cinta cirúrgica pode ser indicada pelo médico e deve ser usada por cerca de 2 a 3 meses. O paciente também é orientado a evitar esforços físicos e dirigir por um tempo limitado.

Para uma boa recuperação é fundamental caprichar na alimentação, beber bastante água e evitar o cigarro, visto que nele existem substâncias que atrapalham a cicatrização.

Entendeu o que é e para quem é indicada a lipo de alta definição? Esse procedimento é muito interessante para melhorar os contornos corporais e, consequentemente, a autoestima! Procure um profissional de sua confiança para realizá-lo e obter os melhores resultados.

admin

Blefaroplastia a laser: cirurgia é indicada para corrigir os excessos de pele, gordura e flacidez muscular das pálpebras

Para fins estéticos ou funcionais, a blefaroplastia promove o rejuvenescimento na área dos olhos, eliminando o excesso de pele das pálpebras que acaba prejudicando a visão por que corrige a ptose da pálpebra superior (queda de pele) e elimina bolsas de gordura localizadas na pálpebra inferior.

A blefaroplastia é indicada para corrigir os excessos de pele, gordura e flacidez muscular das pálpebras O olhar se levanta e o rosto ganha um aspecto mais jovial.

A blefaroplastia a laser é similar com a cirurgia convencional. É utilizado o laser fracionado CO2 para cortar a pele e ao mesmo tempo cauterizar os vasos. Com a utilização do laser é possível diminuir o sangramento, reduzir a quantidade de hematomas e amenizar o inchaço no pós-operatório.

Pré-requisitos para fazer a Blefaroplastia a laser

O cirurgião plástico deve solicitar exames laboratoriais, fazer uma avaliação médica criteriosa, pedir para o paciente parar de fumar bem antes da cirurgia e evitar tomar aspirina, antiinflamatório e medicamentos naturais, que pode potencializar o sangramento. É válido ressaltar os riscos com a manipulação do laser. Queimaduras em regiões bastante sensíveis, como a córnea pode ser um problema grave.

Como é feita a blefaroplastia a laser

A técnica realizada com o laser CO2 para cortar a pele e ao mesmo tempo cauterizar os vasos, proporciona uma recuperação mais rápida. Provoca menos sangramento na cirurgia, já que o laser realiza a função de selar os vasos sanguíneos, conforme vai cortando a pele.

A diferença está no corte dado nas pálpebras, permitindo uma cicatriz quase imperceptível, devido ao procedimento ser menos invasivo. Na pálpebra superior o corte é realizado no côncavo.

Já na pálpebra inferior, o acesso às bolsas de gordura é feito pelo interior da pálpebra, diferente da técnica convencional. Antes o cirurgião plástico realiza um desenho nas pálpebras, que servirá como base para a intervenção. É muito determinante para o sucesso da cirurgia. Depois aplica a anestesia local e ainda um colírio anestésico.

Em seguida são feitas as incisões, para serem removidos ou redistribuídos os excessos de gordura e de pele, com o auxílio do laser. Durante esse processo, são coagulados os pequenos vasos sanguíneos.

Em alguns pacientes são realizadas suturas internas para reposicionar parte dos músculos das pálpebras e também o canto externo do olho. Para finalizar é realizada a sutura da pele. Em função do tipo de sutura e do material utilizado os pontos podem ser retirados antes ou depois.

Duração da Blefaroplastia a laser

O procedimento requer anestesia local apenas na região dos olhos e sedação, sem a necessidade de hospitalização. É ministrado sedativo oral ou intravenoso. O paciente permanece acordado durante a cirurgia. A cirurgia das pálpebras dura em média 90 minutos. Mas varia de paciente para paciente.

Pós-operatório

A recuperação da blefaroplastia a laser normalmente demora de 5 a 10 dias e os resultados efetivos são percebidos em três meses, com a cicatrização completa. No pós-operatório, fique longe do sol, pois a hiperpigmentação da pele deve ser totalmente afastada.

Contraindicações para blefaroplastia a laser

A finalidade da prática é a mesma que da blefaroplastia convencional. Recebe indicação para a correção do excesso de pele e de gordura nas pálpebras, desde que não haja contraindicações ao laser.

Pessoas que apresentam alguma infecção local, alterações na coagulação do sangue ou do sistema imunológico, ou com a síndrome dos olhos secos, não devem fazer a cirurgia. E mulheres grávidas ou em período de amamentação também não devem realizar o procedimento.

admin

Mastoplastia: o que é e como é feita

Atualmente, o Brasil ocupa o 2º lugar no ranking de países que mais realizam cirurgias plásticas. Entre as cinco mais procuradas, duas estão relacionadas às mamas. A mamoplastia de aumento está em 2º lugar na preferência das brasileiras, enquanto o lifting de mamas, também chamado de mastopexia, ocupa a 5ª posição.

No entanto, existem outras cirurgias populares nos seios, como a mastoplastia. Conhecido como mamoplastia redutora, esse procedimento visa diminuir o tamanho das mamas, deixando o seu contorno mais harmônico em relação ao corpo. Além disso, pode-se diminuir alguns incômodos, como o excesso de peso e as inseguranças com a aparência.

Neste post, explicaremos o que é a mastoplastia, como ela é feita, para quem é recomendada, quais são os resultados esperados e qual é a diferença entre mamoplastia redutora e mastopexia. Confira!

O que é e como é feita a mastoplastia?

A mastoplastia é um procedimento cirúrgico que visa diminuir o tamanho e o volume dos seios. O objetivo é deixar as mamas proporcionais entre si e em relação ao restante do corpo. Para tanto, a paciente deve se consultar com um cirurgião plástico, que poderá sugerir qual é a melhor abordagem cirúrgica.

A anestesia depende do caso e da preferência do médico, podendo ser usada geral, peridural ou sedação com anestesia local. A incisão mais comumente usada é chamada de “T invertido”, visto que circunda a aréola, desce em linha vertical até o sulco mamário e, por fim, contorna a base do seio. No entanto, dependendo da quantidade de tecido que será retirado, pode-se fazer cortes apenas ao redor da aréola ou em formato de “L”.

Depois, o cirurgião retirará tecido mamário, gordura e excesso de pele conforme o necessário. Ao fim, a mama será remodelada em um tamanho natural e de aparência jovial. Se for o caso, o médico insere, neste momento, uma prótese de silicone. As cicatrizes ficam escondidas em locais que não aparecerão quando a mulher usar biquíni ou sutiã.

Quais são as indicações dessa cirurgia?

A cirurgia é indicada para mulheres que se sentem incomodadas com o tamanho exagerado dos seios, o que pode causar problemas nas costas, como dores e desvio da coluna, de autoestima, ferimentos nos ombros por conta da alça do sutiã e dermatite nas regiões de dobras.

O excesso do peso das mamas faz com que, na maioria das vezes, o aspecto dos seios fique flácido e caído. Assim, a cirurgia também é útil para corrigir a aparência, devolvendo a jovialidade e o contorno arredondado das mamas.

Quais resultados devem ser esperados?

  • melhora da autoestima e confiança da mulher;
  • aparência jovial e firme das mamas;
  • fim da dor nas costas e nos ombros;
  • fim das dermatites por conta da fricção do sutiã ou das dobras;
  • melhora da postura e do equilíbrio.

Qual é a diferença para a mastopexia?

A motivação para realizar uma mastopexia é diferente da mastoplastia, visto que, no primeiro caso, a queixa são mamas caídas e flácidas, não o tamanho exagerado. Afinal, mesmo seios pequenos podem ficar com aparência pendente, o que é normal com o envelhecimento, após a amamentação e também quando há emagrecimento rápido.

A técnica da mastopexia é conhecida como mamoplastia de elevação, visto que os tecidos excedentes são retirados, devolvendo aos seios um aspecto jovem e consistente.

E então, entendeu o que é a mastoplastia e para quem ela é indicada? Como você deve ter percebido, existem diversas técnicas cirúrgicas para melhorar o aspecto das mamas e devolver a autoestima à mulher. Para saber qual é o procedimento ideal, o indicado é conversar com um cirurgião plástico.

admin

Abdominoplastia: para quem é indicada?

Abdominoplastia é uma cirurgia plástica na barriga que visa remover a gordura excedente e melhorar a estética e a autoestima do paciente. Embora o procedimento seja comum, há questões importantes que precisam ser levadas em conta antes de realizá-lo.

O que é?

Mais especificamente, a abdominoplastia se trata de uma cirurgia que faz a remoção de gordura abdominal, do excesso de flacidez da pele ao redor da região umbilical e também das estrias que ficam a baixo do umbigo.

A operação pode ou não ser associada à lipoaspiração, com o objetivo geral de reduzir o volume da região abdominal.

Para quem é indicada a abdominoplastia?

Homens e mulheres podem recorrer à abdominoplastia para corrigir ou melhorar uma série de situações. Confira:

Flacidez

É indicada para quem sofre com flacidez no abdômen e já tentou eliminá-la por meio de exercícios, dietas e outros tratamentos estéticos, mas não obteve sucesso.

Estrias

Quem deseja eliminar estrias na barriga pode recorrer ao procedimento, desde que também haja pele flácida a ser retirada.

Diástase

Outra função importante da abdominoplastia é amenizar o aspecto da diástase, que é uma separação dos músculos abdominais que acontece geralmente após gestação ou perda maciça de peso, gerando afundamento e flacidez na região.

Tipos de abdominoplastia

Existem três variações desta operação. Cada uma tem função e propósito diferentes, dependendo do perfil e desejos de cada paciente.

Mini abdominoplastia

É destinada aos pacientes que precisam remover apenas um pouco de excesso de pele. Ela requer uma incisão menor e não é necessário mexer na posição do umbigo.

Abdominoplastia clássica

É realizada quando é preciso remover bem mais tecido e, principalmente, gordura. Na clássica, há o reposicionamento do umbigo. Em compensação, o resultado estético pode ser mais agradável.

Abdominoplastia em âncora

É indicada para quem perdeu peso rapidamente, resultando em um grande excesso de pele. Neste caso, a cicatriz da abdominoplastia se assemelha a uma âncora.

Passo a passo da operação

A duração da cirurgia de abdominoplastia varia conforme a quantidade de tecido a ser retirado. Na grande maioria dos casos, o procedimento dura de 2 a 4 horas.

Anestesia

O procedimento pode ser realizado com anestesia geral ou peridural com sedação. A peridural permite uma recuperação mais tranquila e ajuda a prevenir tromboses, contudo, isso dependerá da experiência do especialista.

O procedimento

Primeiro, são feitas incisões em semicírculo acima da púbis, cuja extensão depende da quantidade de pele a ser retirada e dos contornos do paciente.

Depois, a pele é descolada da gordura, expondo os músculos abdominais. Se houver diástase, é possível suturar os músculos separados para deixar a parede abdominal mais firme.

Em seguida, a pele e a gordura descoladas são esticadas. É neste momento em que o médico faz uma pequena incisão que cria um novo aspecto ao umbigo. Por fim, a pele e a gordura excedentes são retiradas por um corte, drenos são colocados – para evitar o acúmulo de líquido , a borda resultante é suturada e o paciente recebe curativos e bandagens.

Pós-operatório

É natural e comum que o paciente sinta desconforto durante a recuperação. É preciso ter cuidado com a postura, pois é necessário diminuir ao máximo qualquer tensão abdominal. Assim, ao deitar ou mesmo ao andar, é indicado ter uma leve inclinação que não se exija muito do abdômen.

Atividades físicas e exposição ao sol só devem ocorrer três meses após a cirurgia.

Contraindicações

Existem algumas restrições que precisam ser levadas em conta antes de realizar a operação.

Mulheres que têm planos de engravidar precisam ser avaliadas com cautela, pois a gestação irá causar grande distensão do abdômen, prejudicando os resultados da cirurgia.

Há situações que também diminuem a eficácia da abdominoplastia, como a presença de cirurgias anteriores ou pacientes que tenham colagenoses – doenças autoimunes que afetam o tecido conjuntivo do corpo.

Além disso, pessoas que já têm cicatrizes na região abdominal, doenças cardiovasculares e que fumam precisam ser avaliadas separadamente.

Para quem é magro, de maneira geral, mas sofre com gordura localizada, o mais indicado é realizar um procedimento mais simples, como a lipoaspiração.

Riscos da abdominoplastia

É importante salientar que a abdominoplastia deve ser realizada apenas em hospitais com cirurgiões plásticos credenciados. Para diminuir os riscos de complicações, é necessário a realização de exames pré-operatórios, tais como sangue, urina, raio X de tórax, ultrassonografia de abdômen e parede abdominal.

Mesmo assim, qualquer procedimento cirúrgico envolve riscos. Entre os da abdominoplastia estão:

Cicatriz com excesso de pele

Esse problema pode ser resolvido com uma nova operação realizada por um cirurgião plástico.

Fibrose

As fibroses são cicatrizes internas que provocam endurecimento da região, formação de nódulos e deformação da pele.

Seroma

Trata-se do acúmulo de líquido na cicatriz. O quadro pode se resolver naturalmente ou necessitar de drenagem.

Infecção

É necessário seguir todas as recomendações de médicos para evitar problemas desde tipo na região operada.

Trombose

Esse risco está presente em praticamente todas as cirurgia e pode ser reduzido com algumas medicações.

admin

Como é colocar prótese de silicone? Todas as dúvidas respondidas

As próteses de silicone são estruturas compostas por silicone de grau médico e utilizadas para moldar e preencher espaços de determinadas regiões, como as mamas, glúteos ou panturrilhas, por exemplo. Proporcionam melhor contorno, firmeza e simetria.

Perguntas e respostas sobre próteses de silicone

1. Do que são feitas as próteses de silicone?

São compostas por uma cápsula externa e por gel interno de silicone altamente coesivo (com alto grau de aderência).

2. Por onde as próteses de silicone nos seios são colocadas?

Elas podem ser colocadas por meio de uma incisão nos sulcos (partes mais fundas – inframamário) das mamas, pelas aréolas (periareolar) ou ainda pelas axilas (axilar).

3. Qual tipo de prótese de silicone devo colocar?

A escolha da prótese de silicone é feita de acordo com a preferência da paciente, do formato das mamas desejado e da recomendação do cirurgião feita durante a avaliação corporal.

4. Onde elas ficam exatamente?

Internamente, o silicone pode ficar no espaço abaixo da glândula mamária ou abaixo do músculo peitoral maior.

5. Existem outros nomes para o procedimento?

Sim, ele também pode ser chamado de mamoplastia de aumento, astoplastia de aumento, implante mamário ou cirurgia de prótese mamária.

Nos casos onde são realizadas cirurgias da retirada do excesso de pele e glândula mamária antes do implante da prótese de silicone, o nome que se dá é mastopexia com prótese ou mamoplastia redutora com implante de prótese.

6. É comum colocar silicone nos seios?

Sim, muito! Entre as cirurgias plásticas estéticas mais realizadas no Brasil, o procedimento implante mamário é o que é feito em maior número.

De acordo com dados de 2016 da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, a cirurgia de implante mamário ocupa cerca de de 22,5% do total de procedimentos estéticos realizados.

7. Quais os modelos de prótese que existem?

  • Prótese redonda: a redonda é a prótese usada na maioria dos casos, quando a paciente deseja um bom preenchimento do colo mamário. E existem alguns perfis que podem ser seguidos a fim de projetar o parte superior da mama, a parte do meio ou ainda deixar com menos volume;
  • Anatômica (ou em gota): a anatômica é bastante indicada para pacientes que não desejam preenchimento do colo mamário, dando um volume alto, mas com um resultado super natural, que não dá aparência de estar apertando as mamas quando se usa um decote;
  • Cônica: costuma-se indicar o tipo cônico para pacientes que tem o tórax bem estreito, e que desejam uma mama super projetada.

8 Quais as indicações e contraindicações do implante mamário?

A cirurgia de mamoplastia de aumento é indicada para pacientes que desejam aumentar o volume das mamas, projetar as mamas e/ou subir a posição das aréolas.

Ela não é indicada para aqueles pacientes que tem problemas de saúde sem controle clínico ou com exames de check-up com alterações que impeçam a cirurgia.

E nem todos pacientes jovens podem realizar o procedimento. Isso porque o desenvolvimento das mamas pode ainda estar em andamento e a cirurgia só pode ser feita quando ele estiver finalizado.

admin

Quando a lipoaspiração é indicada?

A lipoaspiração tem um propósito bastante claro: remover acúmulos de gordura que atrapalhem a silhueta corporal, ou seja, aqueles depósitos que geralmente destoam do resto do corpo.

Isso significa que o procedimento não ajuda a emagrecer. Na realidade, para fazer a lipoaspiração, o paciente deve estar no seu peso ideal

A cultura de que a operação é indicada para perder peso é muito difundida, mas precisa ser constantemente questionada para evitar que falsas informações sejam difundidas por aí.

Trata-se, portanto, de uma opção para eliminar a gordura localizada. Geralmente, a lipo é realizada na região abdominal, naquela barriguinha que não desaparece de jeito nenhum–- mesmo com muito exercício e dieta equilibrada com foco em emagrecimento.

Os famosos pneuzinhos na lateral, o culote e a papada são exemplos de locais onde a escolha pela cirurgia é válida e pode trazer resultados.

Quando a lipo deve ser evitada?

Quando há volumes excessivos de gordura numa situação clínica adversa, a lipoaspiração não é indicada para o paciente. O paciente que deseja realizar o procedimento estético precisa estar com a saúde 100%.

Como é uma cirurgia eletiva, ou seja, não tem urgência, ela pode ser remarcada tranquilamente se houver qualquer sinal de alerta. “Por exemplo, se algum exame apontar alteração no fígado, o paciente precisa ser encaminhado ao hepatologista antes.

Outra questão importante que pacientes e médicos precisam ter consciência é em relação às falsas expectativas. Muitas vezes, a pessoa projeta todos os seus problemas no acúmulo de gordura e espera uma melhora total em sua vida depois da lipo. Mas não é isso o que ocorre.

A lipoaspiração é um complemento e precisa estar associada a hábitos saudáveis e à prática de atividades físicas. Os pacientes iniciam o preparo com nutricionista e endocrinologista, e são estimulados a fazer exercícios. Muitos chegaram a nem precisar da operação.

Se isso acontecer, significa que o problema não era o acúmulo distrófico da gordura, ou seja, uma resistência na eliminação mesmo com dieta e exercícios físicos. Se tratava apenas de uma reserva fisiológica. Por isso, uma avaliação médica completa é essencial.

Como é a cirurgia?

O procedimento se baseia na incisão de uma seringa, que aspira a gordura por meio de uma cânula oca. É necessário anestesia, e ela pode ser tanto geral quanto local. Para lipoaspiração em membros inferiores, a anestesia também pode ser raquidiana ou peridural.

Também pode-se realizar a cirurgia com a ajuda de lasers e de fibrações, conhecidas como laser lipólise e fibro-lipoaspiração.

Há riscos?

Qualquer procedimento cirúrgico, independentemente de seu propósito, apresenta algum tipo de risco. Por isso, a recomendação é de que os médicos alertem seus pacientes sobre eventuais problemas que podem ser desencadeados pela lipo.

Entretanto, por ser uma cirurgia agendada e eletiva, que permite a realização de exames prévios e avaliações de diversos outros especialistas, o risco da lipoaspiração é diminuído, mas não extinguido. Lembre-se: todas ações médicas, principalmente as que exigem incisões, são delicadas e requerem cuidados.

plastic surgeon marking womans body for surgery

Como é a preparação para o procedimento?

Primeiramente, é importante confiar e ter boa comunicação com seu médico. Muitas vezes, o paciente vai se queixar de excesso de gordura e, após a avaliação, o médico pode ser contrário ao procedimento. Ele precisa preencher vários critérios para recomendar a lipoaspiração e iniciar o pré-operatório.

O paciente deve informar ao médico sobre seu histórico clínico, antecedentes alérgicos, história familiar, uso de medicamentos e drogas, hábitos de vida e o que mais ele questionar.

Por sua vez, o profissional também deverá solicitar exames de sangue e de imagem (como o ultrassom) para entender exatamente a origem da reclamação do paciente e entender se a lipoaspiração realmente é indicada.

Por fim, o paciente também precisa ter conhecimento total de como será o período pós-operatório, sobre a clínica onde acontecerá a operação, as instruções e restrições que deve seguir em casa até a o dia da cirurgia.

Essas recomendações costumam variar de acordo com o caso e com a região do corpo que será operada. Assim, é fundamental conversar com o médico e solicitar uma lista de orientações para o pré-operatório.

Como é a recuperação da lipoaspiração?

Existem lipoaspirações que demandam um tempo maior de recuperação, mas geralmente o pós-operatório é bastante tranquilo. A evolução, claro, depende de cada paciente, mas são poucos os que reclamam de dores. Se isso acontecer, analgésicos comuns resolvem. E lembre-se: é muito importante repousar.

Com a técnica da anestesia tumescente, o paciente deve ficar 24 horas com a cinta elástica compressiva para que haja a saída do líquido injetado”. No dia seguinte, o paciente retorna ao médico para retirar a cinta e fazer uma avaliação da pele.

“Segundo dados da Escola Paulista de Medicina, 83% dos óbitos em lipoaspirações acontecem na primeira semana pós-operatória. Portanto, esse período é delicado e o médico precisa estar muito próximo. Precisam acontecer consultas de reavaliação e qualquer sintoma precisa ser comunicado imediatamente”, orienta.

E os resultados?

O estado imediatamente após a cirurgia ainda não é resultado final. É preciso esperar entre 8 a 10 meses para observar a situação definitiva, já que a retirada da gordura provoca um processo de inflação.

Os túneis que foram escavados no tecido adiposo serão preenchidos por tecido cicatricial e haverá contração do tecido e acomodação da pele. Todo esse processo acontecerá nesse período de quase um ano.

É natural ficar ansioso pelos resultados, uma vez que se trata de um procedimento estético. Mas é importante ter calma e consciência, desde o momento em que tomou a decisão por fazer a lipo, de que o reflexo da cirurgia pode demorar algum tempo para aparecer efetivamente.

admin