• (61) 4104-6161
  • apoio@drplastica.com.br

Arquivo por autor

Como é o PÓS OPERATORIO de uma cirurgia de aumento Peniano

Eventuais alterações no pós operatório –  como é o pós operatório:
– todo pênis fica inchado e várias orientações o seu médico vai passar;
– há uso de dreno  quando solta o ligamento;
– o líquido da lipoaspiração feita preto do umbigo e do púbis desce por gravidade para o corpo, isso ocorre em qualquer lipoaspiração . Nesta cirurgia não é diferente, o líquido vai para o pubs, desce para o pênis e para o escroto. Aos poucos esse líquido vai sendo reabsorvido;
– muitos pacientes gostam da espessura do pênis inchado, outros procedimentos complementares podem ser realizados a posterior para complementar mais espessura ao pênis;
– o paciente é orientado a fazer manobras para a gordura não deslocar. Se a gordura se desloca no início dá para massagear e ela voltar pro lugar. Se no local da dobra faz um vinco, pode ser edema do pós operatório, caso contrário, se houver perda de gordura um procedimento mais simples como preenchimento com produtos em seringa como o ácido hialurônico pode ser colocado ou complementar com novo enxerto de gordura.
– em alguns casos há perda maior de gordura ao longo do pênis , isto inicia com lipólise e forma um óleo. Esse óleo é tóxico para a gordura adjacente (ao redor) e é melhor ser drenado. O paciente necessita falar de alterações locais pois são sinais que o médico precisa saber para poder intervir no tempo certo e evitar complicações;
– em caso de perda maior da gordura, outro enxerto pode ser programado a partir de 60 dias da cirurgia;
– o prepúcio longo é o grande vilão. Realizar a postectomia é uma situação que o médico pode sugerir e a decisão é conjunta entre o médico e o paciente;
– nos primeiros dias o paciente pode ter dor ao caminhar, é raro mas alguns casos podem ter até 15 dias de desconforto;
– infecção é muito rara, normalmente associada a lipólise do enxerto de gordura, ou má higiene do paciente, ou uso inadvertido de sexo anal em fase próxima da cirurgia, também pode abrir ponto e criar uma porta de entrada de bactéria pela cicatriz que teve deiscência (abriu pontos);
– o uso de dreno se faz necessário para não acumular líquido  e sangue na área do ligamento descolado;
– dependendo do edema, a pele do prepúcio pode inchar e a persistência deste dificulta expor a glande   Nesta fase é necessário limpar a glande com cotonete;
– se persistir a não exposição da glande, uma postectomia pode ser indicada;
– a área de pele do retalho que vai descer do púbis pode ter sofrimento parcial e levar à necrose, isto leva a abertura dos pontos, e perda parcial do retalho. Para evitar essa perda de tecido, é indicado para alguns pacientes no início da constatação do sofrimento dérmico no pós-operatório, é indicado sessões de medicina Hiperbárica (terapia com oxigênio em uma câmara fechada de baixa pressão atmosférica). Estas sessões de terapia podem ter os custos cobertos pelo convênio. Para pacientes sem convênio, as sessões são particulares e custam em torno de R $280,00 a 350,00 cada sessão.  São indicados de 6 a 10 sessões;
– diante de perda de vitalidade da área do retalho do púbis (ponta do triângulo do retalho), o médico fará ressecção da mesma e fechamento com pele local da área do púbis;
– a abstinência sexual é necessária por 21 a 30 dias após a cirurgia, mas diante de qualquer intercorrência é considerada uma nova contagem. A relação sexual oral e masturbação pode ser liberada com menos tempo;
– PARA QUEM MORA EM OUTRA CIDADE DE ONDE OPEROU: o paciente precisa fazer visitas semanais nos primeiros 15 dias do pós operatório. Outro profissional de saúde como enfermeira ou médico pode retirar o dreno e os pontos, podendo ser acompanhado à distância;
– em qualquer sinal de vazamento de  líquido exagerado, o paciente precisa comunicar seu médico;
– em qualquer situação de febre, inchaço local e calor local, o paciente deve imediatamente falar com seu médico.  Medidas como drenagem de abscesso ou do óleo de destruição de gordura enxertada poder necessitar de drenagem pelo médico que operou; em caso de infecção o paciente precisa ficar próximo do médico para realizar curativos de lavagem nos primeiros 3 a 5 dias;
– situações descritas na literatura: hemorragia, retração do pênis para uma posição próxima de  onde ele era, o pênis fica torto;
– O edema pode ser moderado ou raramente intenso, por isso existe um cuidado que o médico orienta o paciente fazer no pós operatório.

admin

COMO ENGROSSAR O PÊNIS

Um pênis fino pode ser desconforto para muitos homens. Ter um pênis mais grosso pode trazer a uma imagem mais adulta, mais viril e que permite um incremento no estímulo da penetração. O aumento peniano na espessura já é praticado mais de 35 anos, segundo a literatura, mas da maneira segura, sem formar nódulos, feito de maneira segura vem sendo desenvolvida pela cirurgia plástica nestes últimos 15 anos. A gordura retirada de uma área do corpo (área doadora) tem o benefício da lipoaspiração ao retirar a gordura localizada. Mas voltando a falar o engrossamento do pênis, o enxerto tem a vantagem de ser um produto sem alergia, que dura mais que o ´ciso hialurônico, e que se pode colocar um volume grande sem alterar no custo, pois a gordura pode ser abundante no corpo do paciente. Outra dúvida constante é se essa gordura reduz e não dura nada. O pênis permite acomodar a gordura ao seu redor, o enxerto sobrevive sim, são inúmeros trabalhos na literatura que comprovam a eficácia do enxerto de gordura. É explicado ao paciente que a gordura enxertada reabsorve de 20 a 30%. Não pode fazer sexo nos primeiros dias para não deslocá-la e não traumatizá-la. Quer entender um pouco mais sobre a segurança de fazer essa cirurgia com os especialistas em cirurgia de aumento peniano?

Siga nas redes sociais drplastica.com.br.

admin

Entendendo a CIRURGIA DE AUMENTO PENIANO

O Aumento do Pênis consiste na secção do ligamento retentor do pênis, também conhecido por ligamento eretor do pênis, ou ligamento suspensor do pênis. E para que serve esse ligamento? Ele serve para manter o pênis junto ao corpo, mais especificamente preso ao osso púbis. Se soltar esse ligamento o pênis cai, prejudica o desempenho sexual? Este ligamento está presente nos mamíferos e em diferentes espécies, como no cavalo ele tem um importante papel na ereção. Já na espécie humana, o nome se manteve, mas no homem, a principal motivo do pênis ter ereção é o enchimento do corpo cavernoso de sangue no momento da ereção, ou seja, o ligamento não é o responsável pela posição ereta do pênis. Além disso possuímos outras estruturas que mantem o pênis junto ao corpo. Ao liberar o ligamento, o cirurgião plástico vê na hora que o pênis ficou mais exposto do corpo, viu seja, sabe aquele tamanho de um pênis ereto que tem o pênis mais próximo do estado de ereção, essa é a intenção da cirurgia, deixar o pênis em estado pendular (quando flácido) mais para fora. Esta é uma cirurgia segura, nervos e vasos importantes não estão entre o osso púbis e o pênis. No entanto, não é uma cirurgia simples, outras estruturas nobres passam rente a área do ligamento, vasos, o sistema linfático, a região onde se forma a hérnia inguinal. Portanto essa cirurgia não é para ser realizada por cirurgiões não aptos, sem um treinamento adequado e que não conhecem a fundo essa anatomia tão especializada.

admin

Procedimentos estéticos não cirúrgicos para o rejuvenescimento facial mais procurados:



A busca por procedimentos estéticos não cirúrgicos para o rejuvenescimento facial está cada vez maior. Dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, apontam que a procura por esse tipo de tratamento aumentou de 17,4% em 2014 para 47,5% em 2019(último senso realizado). Segundo levantamento da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica, há um crescimento de quase 200% no número desses procedimentos desde o início dos anos 2000. O que tem sido chamado de a era dos procedimentos estéticos minimamente invasivos. Este índice está relacionado à busca pela harmonia corporal, mas com resultados cada vez mais naturais.

Os procedimentos estéticos não cirúrgicos para o rejuvenescimento facial podem ser boas alternativas para pessoas que buscam fazer pequenos ajustes com o objetivo de trazer harmonia facial e rejuvenescer, dispensando ou até mesmo postergando uma intervenção cirúrgica.  No geral, o paciente faz tudo em consultório e, no período de recuperação, deve seguir recomendações médicas por um tempo menor, quando comparado à cirurgia. Buscar por um profissional especializado e experiente, como um cirurgião plástico em Brasília, faz toda a diferença no resultado e reduz significativamente as chances de riscos à saúde.

Procedimentos estéticos não cirúrgicos para o rejuvenescimento facial mais procurados:

Preenchimento com ácido hialurônico
O ácido hialurônico é um componente natural do organismo, mas diminui com o tempo. Essa alternativa pode ser interessante para melhorar o contorno da face, deixando-a mais simétrica, além de suavizar rugas, linhas de expressão e aumentar o volume de lábios muito finos.  O procedimento é rápido, o resultado é imediato e tem duração média de seis meses a dois anos, dependendo do caso.

Toxina Botulínica
A aplicação de toxina botulínica é outro procedimento não cirúrgico comum e eficaz para suavizar rugas e linhas de expressão porque relaxa músculos específicos temporariamente.
Para conseguir um resultado natural, sem afetar as expressões faciais, é importante que o profissional seja capaz de analisar o rosto do paciente e fazer as aplicações nos músculos corretos. O efeito dura mais ou menos cinco meses.

Laser de CO2 
O laser de CO2 é uma opção de tratamento para melhorar o aspecto da pele e suavizar rugas. Ele atua na camada mais superficial, estimulando a produção de colágeno e as fibras elásticas.
Seja em todo o rosto ou apenas em alguma região, o ideal é que o médico avalie caso a caso. Se necessário, é possível associar com outros procedimentos.

Bioestimuladores de Colágeno
O tratamento com bioestimuladores de colágeno é uma alternativa para combater a flacidez quando ela não é muito acentuada. Por meio de substâncias absorvíveis, a produção de colágeno é estimulada, apresentando excelentes resultados. O tratamento é feito em sessões com intervalos de um mês entre elas e o tempo total varia a cada caso, mas, a partir do 3º mês, os resultados costumam ser bastante satisfatórios. O procedimento é injetável e pode ser feito em qualquer região corporal que haja flacidez.

Peeling
O peeling químico colabora para aumentar a produção de colágeno, deixando a pele mais firme e viçosa.  Como são vários tipos e formulações, o profissional deve considerar os objetivos do paciente antes de fazer a melhor recomendação.

AGENDE SUA CONSULTA +55 (61) 4104-6161 e (61) 99934-6161



admin

O que é e como é feita a mastoplastia?



Atualmente, o Brasil ocupa o 2º lugar no ranking de países que mais realizam cirurgias plásticas. Entre as cinco mais procuradas, duas estão relacionadas às mamas. A mamoplastia de aumento está em 2º lugar na preferência das brasileiras, enquanto o lifting de mamas, também chamado de mastopexia, ocupa a 5ª posição.

No entanto, existem outras cirurgias populares nos seios, como a mastoplastia. Conhecido como mamoplastia redutora, esse procedimento visa diminuir o tamanho das mamas, deixando o seu contorno mais harmônico em relação ao corpo. Além disso, pode-se diminuir alguns incômodos, como o excesso de peso e as inseguranças com a aparência.

Neste post, explicaremos o que é a mastoplastia, como ela é feita, para quem é recomendada, quais são os resultados esperados e qual é a diferença entre mamoplastia redutora e mastopexia. Confira!

O que é e como é feita a mastoplastia?

A mastoplastia é um procedimento cirúrgico que visa diminuir o tamanho e o volume dos seios. O objetivo é deixar as mamas proporcionais entre si e em relação ao restante do corpo. Para tanto, a paciente deve se consultar com um cirurgião plástico, que poderá sugerir qual é a melhor abordagem cirúrgica.

A anestesia depende do caso e da preferência do médico, podendo ser usada geral, peridural ou sedação com anestesia local. A incisão mais comumente usada é chamada de “T invertido”, visto que circunda a aréola, desce em linha vertical até o sulco mamário e, por fim, contorna a base do seio. No entanto, dependendo da quantidade de tecido que será retirado, pode-se fazer cortes apenas ao redor da aréola ou em formato de “L”.

Depois, o cirurgião retirará tecido mamário, gordura e excesso de pele conforme o necessário. Ao fim, a mama será remodelada em um tamanho natural e de aparência jovial. Se for o caso, o médico insere, neste momento, uma prótese de silicone. As cicatrizes ficam escondidas em locais que não aparecerão quando a mulher usar biquíni ou sutiã.

Quais são as indicações dessa cirurgia?

A cirurgia é indicada para mulheres que se sentem incomodadas com o tamanho exagerado dos seios, o que pode causar problemas nas costas, como dores e desvio da coluna, de autoestima, ferimentos nos ombros por conta da alça do sutiã e dermatite nas regiões de dobras.

O excesso do peso das mamas faz com que, na maioria das vezes, o aspecto dos seios fique flácido e caído. Assim, a cirurgia também é útil para corrigir a aparência, devolvendo a jovialidade e o contorno arredondado das mamas.

Quais resultados devem ser esperados?

  • melhora da autoestima e confiança da mulher;
  • aparência jovial e firme das mamas;
  • fim da dor nas costas e nos ombros;
  • fim das dermatites por conta da fricção do sutiã ou das dobras;
  • melhora da postura e do equilíbrio.

Qual é a diferença para a mastopexia?

A motivação para realizar uma mastopexia é diferente da mastoplastia, visto que, no primeiro caso, a queixa são mamas caídas e flácidas, não o tamanho exagerado. Afinal, mesmo seios pequenos podem ficar com aparência pendente, o que é normal com o envelhecimento, após a amamentação e também quando há emagrecimento rápido.

A técnica da mastopexia é conhecida como mamoplastia de elevação, visto que os tecidos excedentes são retirados, devolvendo aos seios um aspecto jovem e consistente.

E então, entendeu o que é a mastoplastia e para quem ela é indicada? Como você deve ter percebido, existem diversas técnicas cirúrgicas para melhorar o aspecto das mamas e devolver a autoestima à mulher. Para saber qual é o procedimento ideal, o indicado é conversar com um cirurgião plástico.



admin

Benefícios de VASER lipoaspiração e lipoaspiração a laser

Qual é o melhor Laser Lipoaspiração Ou Vaser Lipoaspiração? 
VASER lipoaspiração e lipoaspiração a laser são as alternativas de lipoaspiração tradicional. A principal diferença entre Laser e lipoaspiração VASER é que VASER lipoaspiração faz uso de ondas de ultra-som para quebrar a gordura e lipoaspiração a laser usa laser para quebrar a gordura. Ambos podem ser usados em várias partes do corpo, especialmente nas regiões onde a quantidade de gordura é densamente acumulada. Ao contrário da lipoaspiração tradicional, que normalmente leva semanas para se recuperar, VASER e lipoaspiração a laser garante que o processo de recuperação é rápida e menos traumática.

VASER lipoaspiração foi a primeira tentativa em 1990 por Michele Zocch, um cirurgião italiano. Amplificação vibração de energia sonora a ressonância ou lipo VASER requer anestesia local. É também conhecida como ultra-som assistida lipoaspiração porque usa ultra-som. O processo envolve a inserção de um tubo como objeto em áreas designadas do corpo, através do qual energia ultra-sônica é emitida. A energia ultra-sônica ajuda na quebra de gordura ea gordura é então removido por meio de tubos de sucção tradicional.

O procedimento de lipoaspiração a laser é semelhante ao processo de VASER lipoaspiração. A única diferença é que ele usa laser, que é emitido através de um tubo de sucção especializados para quebrar a gordura.

Benefícios de VASER lipoaspiração e lipoaspiração a laser

Ambos os métodos são eficazes lipoaspiração para as áreas que normalmente não podem ser aproveitados pelo método da lipoaspiração tradicional, como a lipoaspiração facial. O uso dos tubos especiais que lhes permite remover a gordura dessas áreas pequenas com facilidade. Outra vantagem é que ambos envolvem o tempo de recuperação reduzido. Lipo a laser reivindicações de atingir endurecimento da pele dos pacientes por meio do processo mas não é apoiado por qualquer tipo de prova científica.

Há também muitas reclamações associadas a estes métodos. Enquanto lipo a laser reivindicações de remover grandes quantidades de gordura, afirma lipo VASER de destruir as células de gordura sem afetar qualquer outro tecido.

A diferença de custo entre VASER lipoaspiração e lipoaspiração a laser

O custo dos métodos de lipoaspiração é um fator principal para a maioria dos clientes. Atualmente, a lipo a laser é considerada um pouco mais caro do que lipo VASER devido ao fato de que a lipo a laser é uma tecnologia relativamente nova e as máquinas utilizadas no procedimento são mais caros. O custo da lipo a laser e lipo VASER também dependem de fatores como a área que precisa ser operado, a experiência do médico, localização geográfica, em que parte do país a operação está sendo realizada e muito mais.

A consideração mais importante ao escolher entre as duas técnicas é que a técnica mais lhe agrade. A experiência do médico é outra consideração importante como ele será capaz de determinar se a tudo o que você requer qualquer tipo de lipoaspiração. Além disso, você pode escolher entre VASER e lipoaspiração a laser desde que você se apossar de um bom médico. Há uma pequena diferença entre o preço de Laser e lipoaspiração VASER.

admin

Prótese de Peitoral Masculina

      É o procedimento indicado para homens que buscam ter o volume peitoral aumentado e definido e não conseguem isso através de exercícios físicos, sendo utilizado também em casos de deformidades congênitas nessa região. Essa operação é uma forma praticamente instantânea de adquirir a aparência de músculos tonificados. A prótese de silicone implantada tem um formato retangular, mais fina e o gel dos implantes peitorais é mais compacto e tem a consistência aproximada de um músculo malhado. O tamanho das próteses, deve variar de acordo com as dimensões do tórax, a altura e a estrutura óssea do paciente. 
      As próteses de silicone são inseridas abaixo do músculo do peitoral por uma incisão de cinco centímetros em média, localizada nas axilas do paciente. Por causa dos pelos na região do corte, a cicatriz costuma ficar escondida. A localização do implante sob o músculo promove uma aparência e uma textura mais natural que no corpo feminino, se a prótese for colocada em cima do músculo.

     A cirurgia é indicada somente após os 18 anos. A partir dessa idade, a parte hormonal do homem está equilibrada e as estruturas ósteo-musculares e a pele já estão desenvolvidas. O procedimento dura de 1 a 2 horas, e a anestesia empregada pode ser peridural ou local com sedação, sendo o paciente liberado no mesmo dia do procedimento. No pós operatório serão necessárias sessões de drenagem linfática e o uso de um colete modelador.
     Você verá os resultados dos procedimentos de implante corporal imediatamente. O inchaço, após o procedimento poderá deixar a pele com um aspecto brilhante no início, mas isso deverá diminuir dentro de duas semanas, e a pele irá recuperar seu aspecto normal. Com a diminuição do inchaço, a área que recebeu o implante será suavizada e terá um aspecto ainda mais natural. Seus movimentos musculares não deverão ser afetados. Os implantes são colocados de tal modo que não se movimentem, e os músculos que rodeiam os implantes vão se esticar acomodando-os confortavelmente ao longo dos meses seguintes.

admin

Lipoaspiração ou Abdominoplastia : qual a melhor opção para ter a ‘barriga perfeita’

Você quer um abdómen mais bonito e bem definido? Uma cirurgia plástica pode ser a solução. As duas principais cirurgias indicadas para melhorar a aparência do abdômen são a lipoaspiração e a abdominoplastia. Mas qual é a diferença entre os dois procedimentos e como você saberá qual cirurgia é ideal para você?

Lipoaspiração

A lipoaspiração é uma boa opção para quem deseja remover depósitos de gordura localizada, encontrados principalmente na cintura, coxas, quadris, além da região abdominal. Ela não é recomendada como uma ferramenta de perda de peso e não deve ser realizada em pessoas obesas.

Vale a pena ressaltar que a lipoaspiração trata o excesso de gordura e não o excesso de pele. As novas tecnologias como o lipo a laser e o Vaser, produzirão algum grau de retração da pele, mas nunca o suficiente para substituir uma abdominoplastia. As tecnologias realmente agregam resultado, porém o mais importante é alinhar esses resultados com as expectativas dos pacientes

Lipo HD

A lipoaspiração de alta definição (lipo HD) é uma nova técnica de lipoaspiração que melhora a forma final do abdómen, pois realça o “desenho” da musculatura e embora seja uma ferramenta muito interessante para melhorar os resultados ela também não deve ser indicada para pacientes acima do peso, nem com flacidez de pele

Abdominoplastia

Além de remover o excesso de gordura do abdômen, uma abdominoplastia também remove o excesso de pele e corrige a frouxidão muscular. Gestação, ganho de peso, efeito sanfona, menopausa, cirurgia bariátrica são eventos que podem alterar a anatomia normal do abdomen, esticar excessivamente a pele e separar os músculos abdominais.

Os candidatos ideais para abdominoplastia são pessoas com boa saúde, peso estável e excesso de pele abdominal que não respondeu à dieta ou ao exercício. Se você se senta ereto e tem dobra de pele, é um bom candidato a uma abdominoplastia.

Outra preocupação comum das pessoas que desejam realizar abdominoplastia ou lipoaspiração é se precisam perder peso antes da cirurgia. A orientação é que o paciente esteja no seu peso ideal ou próximo dele; que corresponderia a um IMC entre 20-25. Contraindicamos a cirurgia para pacientes obesos, ou seja, com um índice de massa corporal (IMC) maior que 30 devido a um risco aumentado de complicações.

A abdominoplastia e a lipoaspiração são cirurgias de contorno corporal, indicadas para melhorar a forma do paciente. Elas não são procedimentos de emagrecimento . Nestes casos indicamos ao paciente que procure um médico endocrinologista ou até mesmo um especialista em cirurgia bariátrica dependendo do caso.

Você será um BOM CANDIDATO à abdominoplastia se:

1 – apresenta excesso de pele na região abdominal, com formação de dobras

2 – apresenta abaulamento ( arredondamento) da parede abdominal devido ao afastamento dos músculos ( conhecido como diástase abdominal)

3 – apresenta excesso de gordura subcutânea. Neste casos a melhor técnica será a lipoabdominoplastia. Esse procedimento combina abdominoplastia e lipoaspiração em um único procedimento.

Você deve RECONSIDERAR uma abdominoplastia se:

1 – seu índice de massa corporal é superior a 30

2 – você está pensando em engravidar no futuro

3 – você é portadora de doenças mal controladas, como um problema cardíaco crônico ou uma doença reumática em atividade.

admin

Lipo HD: ajuda a remodelar áreas específicas do corpo

Segundo levantamento da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP),  a lipoaspiração é a cirurgia mais realizada no Brasil. Líder de procura, o procedimento de Lipo HD ajuda a para remodelar áreas específicas do corpo, como coxas, braços, cintura, peito, costas, bochechas, pernas, entre outros, removendo o excesso de gordura, melhorando os contornos e equilibrando as proporções corporais. 

Uma novidade recente na lipoaspiração é a Lipo HD, também conhecida como lipoaspiração de alta definição ou lipo 3D. Esse procedimento utiliza técnicas diferenciadas, oferecendo um método mais preciso na remoção de gorduras e remodelação da silhueta, promovendo uma “alta definição” dos músculos e contornos naturais do corpo humano.

Como funciona cirurgia plástica Lipo HD? 

Lipo HD é uma técnica nova que esculpe as regiões da gordura, salientando a musculatura e definindo lugares estratégicos. 

Com os tecidos anestesiados, o cirurgião realiza as incisões nos locais onde serão inseridas a cânula que aspira a gordura em excesso. Em algumas técnicas, a cânula vibra em sua extremidade, facilitando a ação no tecido adiposo sem causar tantos traumas. Aparelhos modernos, como o Vaser, podem auxiliar nos resultados.

Na sequência, após a remoção inicial, a gordura pode  passar por um procedimento de tratamento e ser reinserida nas regiões do corpo do paciente às quais se quer dar mais volume. A cirurgia de lipo HD pode levar de 1-3h e necessita de um período de internamento de cerca de 12-24h horas.

Indicações e contraindicações da lipo HD

Como a lipoaspiração e a lipoescultura tradicionais, a lipo HD não é um método de emagrecimento, mas sim de aperfeiçoamento do corpo. Por oferecer um resultado que ressalta os músculos, é recomendada especialmente para pessoas que desejam ter um corpo definido, mas ainda não conseguiram atingir esse objetivo por meio de treinos e dietas, porém precisam ter porcentagem baixa de gordura corporal.

Desta forma, antes de realizar a cirurgia, esteja ciente se está dentro ou muito próximo ao peso ideal, com baixa porcentagem de gordura corporal,possui uma alimentação saudável, pratica exercícios físicos intensos e apresenta boas condições de saúde em geral. Se não se enquadrar em todos estes quesitos não está indicado a lipoaspiração de alta definição.

Se o paciente está acima do peso, possui muita gordura intra-abdominal, baixo índice de tônus muscular ou flacidez,  a Lipo HD é contraindicada. Nesse caso, os resultados seriam muito aquém do esperado e o mais recomendado é optar por outros procedimentos. 

Como é o pós-operatório da Lipo HD?

Caso a lipoaspiração seja realizada em um área mais extensa do corpo e retire mais gordura, é bem possível que o paciente fique hospitalizado nas primeiras 24h para avaliação médica e recebimento de medicações na veia. Porém, na grande maioria dos casos, logo no dia seguinte a alta é dada e o cirurgião prescreve as medicações necessárias para serem utilizadas em casa. Após 10 dias, o paciente já é liberado para o retornar a maioria das  atividades físicas.

admin

Rejuvenesça seu olhar e deixe o rosto mais jovem

Quando os sinais da idade ficam evidentes no rosto, podemos ficar realmente muito incomodados com a aparência. Afinal, a face é nosso cartão de visitas, e essa é provavelmente uma das razões que faz da cirurgia de blefaroplastia uma das mais realizadas no Brasil.

E você, sabe como essa cirurgia plástica pode rejuvenescer seu olhar e consequentemente, deixar o rosto mais jovem? Então, continue a leitura e saiba tudo sobre esse procedimento!

Qual é o objetivo da cirurgia plástica de blefaroplastia?

A blefaroplastia é feita com o objetivo de corrigir as pálpebras. Dessa forma, ela revitaliza a região dos olhos, eliminando aquele ar de cansaço e a aparência envelhecida.

Como você sabe, os olhos são a região da face que tendem a mostrar os sinais da idade mais rapidamente. Assim, as olheiras, pálpebras caídas, bolsas de gordura e flacidez estão entre os problemas dos quais as pessoas se queixam com maior frequência. Para corrigi-los, existe a blefaroplastia.

Como é feita a cirurgia de blefaroplastia?

Na verdade, existem dois tipos de blefaroplastia: a superior e a inferior. Saiba o que o cirurgião plástico faz em cada um desses procedimentos.

Blefaroplastia superior

Como o próprio nome diz, ela corrige a pálpebra superior do olho, que tende a ficar caída com o passar do tempo. Em algumas pessoas o problema é ainda mais sério, pois desde muito novas elas já têm essa tendência à queda.

Nessa cirurgia, o cirurgião plástico faz uma incisão e retira os excessos de pele da pálpebra. Assim, ele mantém apenas a extensão suficiente para deixar essa região bem esticadinha, revitalizando o olhar.

Além disso, se o paciente tiver xantelasmas (acúmulo de gordura) na região dos olhos, o médico pode retirá-los também. As incisões são feitas no sulco da pálpebra, ou seja, bem naquela região da dobra que tem um contorno circular.

Portanto, na maior parte do tempo as cicatrizes ficam invisíveis, escondidas pela dobra. Mesmo quando a pessoa fecha os olhos, elas não costumam se destacar do restante da pele, desde que a cicatrização tenha acontecido de forma normal.

LEIA TAMBÉM Quando e pra quem é indicada a blefaroplastia

Blefaroplastia inferior

blefaroplastia inferior retira o excesso de pele e bolsas de gordura da parte de baixo dos olhos. Assim, ela é a solução para quem costuma ficar com olheiras profundas e ar de cansaço, ou o também famoso “olhar de vampiro”.

O procedimento é parecido com a cirurgia anterior. Portanto, o médico faz uma incisão bem na região das olheiras, retira o excesso de pele que costuma causar flacidez nesse local, eliminando também as bolsas de gordura.

Então, ele puxa a pele para cima e, depois de esticá-la, faz a sutura na região próxima aos cílios inferiores. Dessa maneira, a cicatriz fica bastante discreta e é pouco provável que alguém perceba espontaneamente que o paciente passou por uma cirurgia plástica.

Também é importante destacar que, se o paciente se sente incomodado tanto com a flacidez acima dos olhos quanto abaixo deles, é possível fazer os dois procedimentos em uma única cirurgia. Então, o olhar ficará completamente rejuvenescido e o rosto aparentemente bem mais novo.

admin

Minilipo: para quem é indicada essa cirurgia plástica?

Sabe aquela gordurinha localizada que se recusa a sair mesmo com a dieta e um programa adequado de exercícios? Então, a maioria das mulheres sofre com essas  “dobrinhas” que dificultam o bom caimento das roupas e trazem insatisfação na hora de usar um biquíni. Como os métodos tradicionais não solucionam esse problema, muitos pacientes estão descobrindo que a minilipo é uma boa alternativa para afinar a silhueta rapidamente e ficar de bem com o próprio corpo.

E você, conhece esse procedimento? Sabe como ele é feito e em que casos é indicado? Quer saber se ele pode resolver seu problema?

O que é minilipo?

Embora as clínicas utilizem o nome de minilipo para descrever esse procedimento, o fato é que a técnica usada é exatamente igual à da lipoaspiração tradicional.

Contudo, existe uma diferença importante: a minilipo é uma cirurgia de pequeno porte. Portanto, ela não retira grandes quantidades de gordura. Especialistas afirmam que ela é ideal para retirar entre 200 e 300 ml de gordura de uma única região.

Como é feita a cirurgia plástica minilipo?

O procedimento é igual ao de uma lipoaspiração: o cirurgião faz pequenas incisões na pele, por onde ele introduz cânulas. São tubos muito finos, conectados a uma seringa ou aspirador com pressão regulada.

Então, o médico movimenta as cânulas no tecido gorduroso que fica abaixo da pele. Dessa forma, ele “quebra” a gordura e a aspira, removendo imediatamente esse excesso.

Aliás, vale a pena destacar que a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) não reconhece a minilipo, hidrolipo, lipo light ou HLPA como procedimentos diferentes da lipoaspiração. Embora eles recebam nomes diversos nas clínicas e consultórios, a técnica usada é a mesma da lipo tradicional. Assim, o que varia é apenas a extensão da cirurgia.

Qual é o objetivo da minilipo?

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, qualquer tipo de lipoaspiração não é uma cirurgia de emagrecimento. Como você já viu, a minilipo retira um volume pequeno de gordura e mesmo a lipo clássica não pode retirar mais que 7% do peso corporal do paciente.

Portanto, é preciso saber que o objetivo desse tipo de cirurgia é melhorar o contorno corporal e retirar apenas aquela dobrinha de gordura que não sai com os métodos de emagrecimento convencionais.

Então, se mesmo com uma dieta adequada e exercícios o paciente não consegue se livrar daquele culote, papada, da pochetezinha da barriga, da gordurinha do tchau e de umas sobras na coxa e quadris, aí sim o ideal é recorrer à minilipo. Por isso, homens e mulheres recorrem a esse procedimento.

Quais são as vantagens do procedimento?

A principal vantagem da minilipo é a recuperação rápida do paciente. A cirurgia costuma durar entre 40 minutos e uma hora.

Para fazer o procedimento, é muito comum os médicos utilizarem apenas a anestesia local com sedação. Assim, o paciente não sente nenhum desconforto durante a cirurgia, acorda pouco tempo depois de sua realização e não precisa nem mesmo ficar internado.

A minilipo deixa cicatrizes?

Embora os médicos façam pequenas incisões para inserir as cânulas, as cicatrizes são praticamente imperceptíveis. Isso acontece porque, em primeiro lugar, o cirurgião procura fazer esses cortes em dobras de pele, deixando-as totalmente escondidas.

Se o objetivo é tirar a gordura em volta do umbigo, por exemplo, é natural que o corte seja feito justamente nessas dobrinhas.

Além disso, a cânula usada na minilipo tem apenas 2 milímetros! Portanto, mesmo que o médico precise fazer uma incisão fora das dobras de pele, o corte é muito pequeno.

Como é o pós-operatório?

Depois do procedimento, é normal que o corpo dê alguns sinais de que seus tecidos estão passando por um processo de recuperação. Por isso, é perfeitamente comum o paciente ter algum tipo de inchaço (edema), equimoses (manchas roxas) e formação de fibroses.

Por esse motivo, é preciso ter alguns cuidados no pós-operatório. O cirurgião dará orientações para que o paciente tenha a melhor recuperação possível, trazendo conforto e garantindo um resultado satisfatório.

No caso da minilipo, o principal cuidado que o paciente precisa tomar é utilizar técnicas para evitar a fibrose.

A fibrose é um tecido formado naturalmente quando o corpo se sente lesionado, agredido. Seu objetivo é promover a cicatrização interna.

Como o organismo não sabe que a lesão causada pela minilipo foi controlada e intencional, ele tende a formar esse tipo de tecido em cada local onde a cânula passou.

Porém, a formação de fibrose precisa ser evitada no pós-operatório. Ela deixa a pele enrugada e com nódulos, exatamente como uma cicatriz.

No entanto, embora o problema pareça ser complexo, é fácil preveni-lo. Para isso, basta que o paciente cumpra o pós-operatório seguindo à risca as orientações médicas e recorra a tratamentos como Drenagem linfática, Ultrassom e Manthus. Eles impedem a formação do tecido cicatricial.

Minilipo ou mini abdominoplastia?

Essa é uma dúvida muito frequente dos pacientes. Afinal, nem todos sabem exatamente quais são as indicações da minilipo e da miniabdominoplastia, o que causa uma certa confusão.

Porém, é fácil estabelecer um diferencial para orientar a escolha:

  • Se o que você tem é uma pequena quantidade de gordura localizada, o procedimento indicado é a minilipo. Dessa forma, o médico aspira o tecido adiposo e afina a silhueta do paciente.
  • Se o que você tem é uma flacidez entre leve e moderada, o tratamento é a miniabdominoplastia. Nesse caso, o cirurgião retira a sobra de pele para melhorar o contorno corporal.

Se mesmo com essas dicas você ficou em dúvida, não tem problema. Consulte um cirurgião plástico e, após a avaliação, ele indicará o procedimento mais adequado para obter o resultado desejado.

A minilipo é segura?

Como já falamos, a técnica utilizada na minilipo é exatamente igual à da lipoaspiração. Então, ela é tão segura quanto a lipo clássica.

Contudo, a minilipo não é um procedimento estético, e sim uma cirurgia. Isso significa que, para sua segurança, o paciente deve estar em um centro cirúrgico totalmente equipado.

Além disso, é fundamental que a minilipo seja realizada por um cirurgião plástico, membro certificado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Para saber se o seu médico realmente tem essa especialização, é só consultar a página da SBCP.

admin

Alectomia: um procedimento muito menos invasivo do que a rinoplastia.

O nome é diferente, mas, com certeza, você já ouviu falar. A alectomia é a melhor alternativa para quem deseja melhorar os contornos do nariz, otimizando a harmonização de sua face. E o melhor de tudo, é um procedimento muito menos invasivo do que a rinoplastia.

A cirurgia plástica alectomia age diretamente nas bases laterais do nariz, fazendo o círculo das narinas. Essa parte da narina mais moldável, pois é composta de tecido subcutâneo, pele, gordura, mucosa e tecido conectivo.

Anteriormente, a alectomia era um procedimento ligado diretamente à rinoplastia. Porém, com o avanço da tecnologia, essas cirurgias foram se tornando mais eficientes e, hoje, você consegue melhorar a aparência do seu nariz apenas com a alectomia, que é considerada um procedimento estético.

Por isso, quando os casos não necessitam de intervenção cirúrgica completa, a alectomia é recomendada. Assim, você pode modificar as asas nasais diretamente em clínicas estéticas, com profissionais qualificados e especializados no assunto.

Sendo assim, se você deseja apenas uma proporção nasal mais adequada, o ideal é recorrer a esse procedimento. No entanto, é fundamental procurar por especialistas que o orientarão na melhor prática, buscando a harmonia perfeita para cada tipo de face. Consequentemente, atendendo o desejo da pessoa.

Entenda melhor sobre a cirurgia plástica Alectomia.

Alectomia traz vantagens para quem não deseja a rinoplastia

Diversas vezes, os pacientes procuravam o médico com especialidade em otorrino ou cirurgião plástico de faces para corrigir a parte nasal do rosto. É a chamada rinoplastia, que consiste na remodulação dos ossos do nariz.

No entanto, quando o descontentamento do paciente se dá pelas abas do nariz, ou conhecida como asas nasais, não é necessária a intervenção cirúrgica. Normalmente, o que os pacientes buscam, são alternativas para as asas muito abertas e largas. Afinal, narinas muito expandidas tendem a se tornar ainda maiores ao sorrir, o que compromete a harmonia do rosto.

Dessa maneira, hoje em dia, a alectomia é conhecida como um procedimento estético de pouca complexidade. Portanto, ela pode ser realizada em clínicas especializadas, já que apresenta baixos índices de complicações. Porém, também exige alguns cuidados, que iremos citar no decorrer deste artigo.

Indicações para que a alectomia seja realizada

Normalmente, intervenções estéticas são realizadas a partir do desejo do paciente. Entretanto, é importante que a avaliação profissional busque orientá-lo para a prática mais adequada à sua condição. Afinal, indisposições com a aparência podem ser mais psicológicas do que físicas.

Sendo assim, a primeira e mais crucial indicação para qualquer paciente que deseje intervenções estéticas, é a conversa com um profissional qualificado. Quando falamos sobre rinoplastia, por exemplo, nem sempre é necessária a cirurgia completa, que exige internação e cuidados pré e pós-cirúrgicos. Para muitos, apenas a alectomia é o suficiente para melhorar a autoestima da pessoa.

Além disso, é fundamental que a indicação do procedimento seja enxergada a partir de uma avaliação completa do nariz do paciente. Ele deve ser olhado como se estivesse entre duas linhas, que fazem o caminho pelo canto interno dos olhos. Tais linhas são chamadas de linhas intercantais faciais.

As asas do nariz, portanto, precisam ficar junto a tal linha ou no máximo a um ou dois milímetros de distância. Isso é o que irá garantir a harmonia dos contornos da face e uma intervenção cirúrgica direta, nesse caso, pode ser invasiva demais.

Avaliando o nariz do paciente para a indicação do procedimento

Considerando o que dissemos acima, a própria pessoa consegue fazer a análise se seu nariz é considerado fora das linhas. Portanto, vem dele a primeira avaliação sobre a aparência de seu nariz, podendo considera-lo largo e muito aberto.

Se esse é o caso, a alectomia é o procedimento mais indicado. Quando a necessidade corretiva está relacionada à parte “mole” (não interferindo nos ossos da face e nariz), o melhor é apenas restaurar a aparência mais adequada.

Portanto, se o seu caso é um desses, pode ficar tranquilo. Um profissional qualificado, especializado em procedimentos estéticos corretivos, poderá solucionar o seu problema. Além disso, é uma intervenção bem simples e que pode ser feita no próprio consultório, com anestesia local.

Como é realizada a alectomia

Como na maioria dos procedimentos estéticos, o primeiro passo é avaliar a real necessidade do paciente. Assim, são realizadas consultas de análise, onde o profissional irá identificar as asas nasais, bem como encontrar as melhores medidas para o rosto do seu paciente.

Logo, ele fará uma avaliação prévia do paciente, medindo o nariz a partir das proporções faciais. É isso que irá garantir o resultado natural e harmonioso do procedimento. Além disso, essa consulta especial serve para que todas as dúvidas sobre a alectomia sejam sanadas, como preparação e cuidados pós-procedimento.

Feita a avaliação, passamos ao procedimento. Como já foi dito, a alectomia é realizada na própria clínica, com aplicação de anestesia local. No entanto, é importante que você verifique a capacitação do profissional que irá realiza-la. Sempre procure por profissionais que tenham especialização em procedimentos estéticos corretivos.

A anestesia é aplicada apenas onde serão feitas as incisões. Após a sedação, o profissional faz o reposicionamento das asas nasais, tornando-as mais “fechadas” e corrigindo o descontentamento inicial. Uma pequena cicatriz é gerada durante o procedimento, mas ela não será aparente. Afinal, ela fica “escondida” na curva do próprio nariz.

Além disso, a alectomia é um procedimento bastante rápido, podendo ser realizado a partir de trinta minutos e não mais que uma hora. Então, não é necessária nenhuma internação e, como há uma anestesia local, o ideal é que o paciente tenha um acompanhante para leva-lo para casa.

Cuidados pós-alectomia

Apesar de simples, a alectomia é realizada com aplicação de anestesia e são feitas pequenas incisões. Logo, é importante que o paciente tome alguns cuidados pós-procedimento.

Sendo assim, o ideal é evitar movimentos bruscos (como exercícios de academia e dirigir), além de não se expor ao sol durante, no mínimo, trinta dias. Também, evite cosméticos na área reposicionada.

É natural que haja um pequeno inchaço logo após o procedimento, que pode ser minimizado com compressas frias. Lembre-se de não apertar a região, apenas colocando gases com água gelada sobre o nariz.

Caso perceba alguma complicação que vá além do inchaço, procure o profissional imediatamente. Ele irá orientá-lo para a resolução de qualquer problema que venha a surgir, bem como sobre a medicação mais indicada a ser tomada.

admin

Lipo HD: procedimento que promete definir o abdômen

Acabar com as gorduras localizadas e ter uma barriguinha mais definida são dois assuntos que interessam muita gente – principalmente em nossa sociedade, que está tão preocupada com a estética corporal.

Para somar ambos os benefícios, a técnica de lipo HD promete deixar a silhueta mais fina e a barriga mais sequinha, definindo o abdômen e combinando técnicas de lipoescultura com lipoaspiração.

Entendendo mais sobre a cirurgia plástica lipo HD


Também conhecida como lipo de alta definição, do termo inglês high definition (HD), esse tipo de lipoaspiração promete deixar o corpo livre das gordurinhas e com o aspecto mais atlético, dando maior definição para os músculos (pelo menos de maneira aparente).

Por volta de 2015, esse tipo de técnica chegou ao Brasil, combinando técnicas de lipoaspiração e lipoescultura, caindo no gosto de muitos pacientes – principalmente os que se engajam com assuntos fitness.

O legal é que ela não funciona apenas como uma lipo comum (que retira o excesso das gordurinhas), ela também permite utilizar as gorduras retiradas para definir o abdômen – por meio da inserção da gordura tratada na região de interesse (com o procedimento de lipoescultura).

Para quem a lipoaspiração HD é indicada?

Essa técnica é ideal para quem já possui um corpo mais atlético e quer potencializar os resultados, fazendo parte do universo fitness e deixando a barriga ainda mais sequinha e modelada.

Muitas pessoas não conseguem definir o abdômen nem com dietas e exercícios regrados. Nesses casos, a lipo HD pode ser uma excelente opção, aumentando ainda mais o aspecto atraente da região.

Assim, as principais indicações envolvem:
• Pessoas que pertencem ao universo fitness e se dedicam a atividades físicas relacionadas;
• Indivíduos que se dedicam, mas não possuem muitos resultados com dieta e academia (principalmente no abdômen);
• Possuem uma alimentação saudável e bem equilibrada, sem exageros;
• E contam com uma saúde em dia.

O legal é que a técnica não serve apenas para o abdômen, ela também pode ser excelente para o peitoral, costas, braços, cinturas, coxas e glúteos – deixando o corpo ainda mais atraente (e sendo feita inclusive em homens).

A lipo é indicada para o emagrecimento?

É muito importante entender que uma lipoaspiração (como a lipo HD) jamais será indicada para o emagrecimento. Além disso, pessoas com a famosa “barriguinha de chope” não são as mais indicadas para o procedimento.

É por esse motivo que ela acaba sendo mais viável para quem já mantem a boa forma em dia e quer alavancar seus resultados – não estando com sobrepeso, por exemplo.

Como funciona o procedimento?

Como os pacientes que optam por esse procedimento já estão com o corpo mais enxuto, é normal que a duração seja muito menor do que uma lipoescultura ou lipoaspiração convencional.

É realizada sedação e anestesia, seguindo para o procedimento em ambiente hospitalar e com cirurgião plástico especializado.

Primeiramente, o cirurgião plástico remove as gordurinhas em excesso por meio de cânulas (e com pequenas incisões). Em seguida, a gordura da própria paciente é tratada, para depois ser inserida nos locais de interesse – e que terão aumento de definição e volume.

O período de internamento pode durar em torno de 12 horas, sendo que a cirurgia costuma levar até 3 horas – sempre dependendo da quantidade de gordura a ser removida.

Pós-operatório de lipo HD

Os cuidados do pós-operatório são muito importantes para garantir o sucesso do procedimento – como em qualquer cirurgia plástica.

As principais ações abrangem:
• Repouso por até 10 dias;
• Realizar exercícios físicos somente após um mês ou um mês e meio de cirurgia – ou quando o cirurgião liberar;
• Usar cinta por até dois meses – seja para melhorar a cicatrização ou o posicionamento tecidual;
• Realizar drenagens linfáticas para potencializar os resultados e permitir que a recuperação seja mais rápida e saudável – além de ajudar no bem-estar e redução do inchaço após a lipo;
• Evitar exposição solar até que as marcas estejam presentes;
• Cuidar com os curativos;
• E retornar ao médico sempre que indicado.

O Antes e o Depois da lipo HD

Após o processo de recuperação e resolução do inchaço, é possível notar os resultados da lipo HD – embora isso possa levar um tempinho após a cirurgia.

Os resultados são melhores quanto melhor for a condição do paciente antes da cirurgia.

Mas para manter os resultados em dia, é importantíssimo manter o estilo de vida saudável e o controle da alimentação, garantindo o sucesso a longo prazo.

Por que fazer uma drenagem linfática após a lipo HD?

A drenagem linfática é uma boa pedida para as cirurgias plásticas, principalmente no pós-cirúrgico de uma lipoaspiração.

Os motivos incluem:
• Redução do inchaço;
• Aumento do bem-estar (com minimização do desconforto);
• Eliminação mais rápida de marcas e hematomas;
• Alívio das dores;
• Nutrição celular;
• Redução das fibroses (uma das complicações mais comuns após cirurgia plástica);
• E melhora da circulação sanguínea.

Assim, não deixe de incluir sessões de drenagem linfática no planejamento de sua cirurgia plástica, promovendo saúde e bem-estar no pós-operatório.

Outros aspectos importantes

Ter uma barriguinha sequinha e a silhueta mais definida é o sonho de qualquer mulher. Mas e quando nem a musculação ou dietas rigorosas fazem a diferença… o que fazer?

Quando a pessoa já faz parte do universo fitness e deseja potencializar os seus resultados, a lipo HD é uma ótima opção para definir o abdômen e deixar a barriguinha dos sonhos.

Mas é importantíssimo entender que ele só deve ser feito por pessoas que não estão acima do peso e que cuidam mais da alimentação e da saúde – e jamais sendo uma opção para o emagrecimento.

Se você gostou da ideia, procure seu cirurgião plástico em Brasília de confiança e exponha seus anseios. Ele com certeza poderá propor a melhor opção de procedimento para o seu caso.

admin

Por que alguém faria uma labioplastia?

Existem algumas razões para se submeter a um procedimento de labioplastia, mas a maioria delas envolve estética em oposição à necessidade médica:

Insatisfação com a aparência dos lábios: Esta é a razão número um pelas quais as mulheres tendem a realizar a labioplastia. Elas podem sentir vergonha ou falta de confiança na aparência de seus lábios, especialmente durante o sexo. Em muitas mulheres, os pequenos lábios ficam mais baixos – o que é completamente normal! -, mas não correspondem aos padrões de beleza muito estreitos que as mulheres veem na mídia

Desconforto com lábios longos: ter lábios maiores ou mais longos pode causar problemas funcionais em alguns pacientes. Isso pode incluir desconforto ao andar de bicicleta, roupa íntima ou calcinha ou excesso de umidade proveniente da vagina.

Dor durante o sexo: a insatisfação com a aparência dos lábios labiais pode afetar a confiança do paciente no quarto. Mas ter lábios ampliados ou mais longos também pode atrapalhar o sexo, causando potencialmente uma experiência dolorosa ou, no mínimo, desconfortável. Apenas reduzindo o tamanho dos lábios, a função sexual pode ser melhorada, porque você não está tão preocupado com o tecido ser puxado ou esticado durante a relação sexual.

Cânceres ou condições pré-cancerígenas: Uma razão médica para a reconstrução dos lábios labiais pode envolver a remoção de parte dos lábios labiais que contêm células cancerígenas na área vaginal. Os cânceres ou condições pré-cancerígenas que podem crescer por lá podem exigir excisões

O que é a labioplastia?

A labioplastia é principalmente um procedimento estético, mas também pode ser funcional. Na maioria dos casos, a cirurgia altera os pequenos lábios, ou os lábios internos da vagina, mas pode ser adaptada para alterar os grandes lábios, ou lábios externos. Basicamente, o cirurgião plástico encurta os lábios para remover o excesso de tecido, o que pode estar incomodando o paciente por razões estéticas ou funcionais. Dentre os motivos, por exemplo, se isso atrapalha durante o sexo ou ao fazer exercícios.

Vaginoplastia

A labioplastia é diferente de uma vaginoplastia, que é um procedimento cirúrgico para o aperto vagina. Certos pacientes podem ter feito isso devido a problemas no assoalho pélvico, como incontinência, após vários partos, diz ela. Mas isso também costuma ser feito para ajudar a aumentar o aperto vaginal para fins de prazer sexual. No entanto, “não há muitas evidências de que os procedimentos [vaginoplastias] funcionem bem e pode haver potencial para causar dor e danos crônicos”.

Rejuvenescimento vaginal

Existem também tratamentos de rejuvenescimento vaginal não cirúrgicos, que se enquadram na tendência da “vagina de designer” mas são totalmente diferentes da labioplastia. “Isso inclui lasers para estimular a mucosa ou revestimento interno da vagina e tratamentos com luz LED que supostamente estimulam a vagina a produzir mais tecido”,. No entanto, ela alerta que a maioria desses tratamentos não é aprovada pela FDA ou cientificamente comprovada para aumentar a tensão vaginal ou reduzir a secura.

Quais são os riscos da labioplastia?

Como qualquer procedimento médico, a labioplastia não é 100% livre de riscos. Possíveis complicações incluem feridas e cicatrizes. Alguns pesquisadores também levantaram preocupações sobre a possível perda de sensibilidade sexual como resultado da labioplastia. Além do aumento do risco de traumatismo na área perineal durante o parto vaginal, embora todos esses riscos precisem ser mais pesquisados.

Quais são as etapas de um procedimento de labioplastia?

Tudo começa com uma consulta com um cirurgião plástico. Esta é uma discussão sobre qual é o problema com a vulva, pré-operação. O médico precisa ver o mesmo problema que o paciente vê nos lábios, diz o Dr. Hansen. Se não houver uma boa solução cirúrgica, o que envolveria encurtar ou reconstruir os lábios, o cirurgião não recomendará a cirurgia ao paciente.

O procedimento em si é sempre cirúrgico, mas pode ser realizado no consultório, sob anestesia local em uma clínica ou sob anestesia geral em um hospital. Durante a operação, o cirurgião reduzirá o tamanho e o comprimento dos pequenos lábios e fará uma linha de pontos. Leva algum tempo para curar, então ela recomenda de duas a três semanas descansando, deixando a área gelada e mantendo-a limpa.

Também recomendamos que os pacientes evitem atividades que traumatizem ou estiquem a linha do ponto por cerca de seis semanas a três meses. Por isso, a recuperação pode envolver ser criativo com sua atividade sexual rotineira.

admin

Cirurgia Plástica íntima melhora a autoestima das mulheres

A cirurgia íntima, conhecida como ninfoplastia, corrige as deformidades da região genital feminina. Normalmente está relacionada com a redução dos pequenos lábios vaginais que podem estar aumentados, causando constrangimento, problema psicológico e até comprometer o relacionamento afetivo da mulher.

Algumas mulheres se sentem incomodadas ao vestirem uma roupa mais justa porque o excesso de pele raspa entre as roupas ou as impedem de usar um biquíni para irem à praia. Outras têm tanta vergonha que evitam relações com seus parceiros ou não tiram a roupa na frente deles.

Este problema, muito comum entre as mulheres, é pouco discutido porque a maioria delas se sente constrangidas de comentar isso com suas próprias amigas, porém é um problema que pode ser facilmente corrigido com uma cirurgia. Ela pode ser realizada com uma anestesia local e uma sedação, e a paciente tem alta no mesmo dia.

Os cuidados começam na escolha de um cirurgião plástico que tenha conhecimento nas técnicas cirúrgicas desta região, já que é necessário a preservação da pele localizada próxima ao clitóris para a preservação da sensibilidade e do prazer. O recomendado é aguardar o desenvolvimento
completo da mulher. A paciente necessita realizar todos os exames pré-operatórios e uma avaliação cardiológica. No caso de anestesia com sedação é necessário um jejum de 8 horas antes da cirurgia.

Como é feita a Cirurgia Plástica íntima

A cirurgia é rápida, dura em torno de 40 minutos à uma hora, e pode ser realizada conjuntamente com outra cirurgia no mesmo ato operatório”

“São realizados pontos com fios absorvíveis, evitando a necessidade da paciente de retirá-los. Também recomendo uma medicação analgésica, mas é uma cirurgia quase sem queixas de dor

O ideal é manter a região sempre seca, evitar movimentos bruscos ou qualquer esforço físico por um mês, incluindo a atividade sexual, que pode prejudicar ou até abrir os pontos. A cicatrização normalmente se dá neste período. No começo podem ocorrer inchaço e edema, que vão diminuindo a cada dia e desaparecem completamente depois de 3 ou 4 semanas.

Outra insatisfação muito comum nas mulheres e que quase todas reclamam também é o excesso de gordura no monte pubiano, região acima da vagina onde se acumulam gordura. Por vergonha, poucas se queixam abertamente, mas o caso pode ser resolvido facilmente com a lipoaspiração.


admin

VANTAGENS E BENEFÍCIOS DA LIPO HD (DE ALTA DEFINIÇÃO)

Você sempre desejou ter  um corpo sarado, abdômen e cinturas e tórax com músculos bem definidos, corpo de aparência saudável, sem desproporções, bumbum atraente, redondo, firme  e empinado,  uma aparência atlética, atraente. Você malha quase que diariamente na academia, corre, segue os mais variados tipos de dietas… mas seus objetivos não são atingidos. Você se sacrifica mas não vê os resultados.

Isso gera uma frustração enorme. Você começa a não ter tempo para ir na academia, manda a dieta às favas….  Você começa a se olhar no espelho e não gostar do que vê. E tudo isso começa a se refletir na sua vida pessoal, social e profissional na forma de constrangimento, baixa autoestima e insegurança. Você passa a detestar usar uma malha de ginástica, um biquíni, um calção…

LIPO HD PODE SER A SOLUÇÃO

A boa notícia é que nós temos para lhe oferecer uma alternativa única que fará você reverter esse processo e viver a realidade que você sonha, de ter um corpo com o abdômen, peitorais, cinturas, coxas e bumbum bem definidos, com um procedimento seguro  e de recuperação em poucos dias.

Essa experiência ímpar que você pode vivenciar conosco é a LIPO DE ALTA DEFINIÇÃO (OU LIPO HD, LIPO 4D). 

BENEFÍCIOS E VANTAGENS DA LIPO DE ALTA DEFINIÇÃO!

1.  É realizada com a técnica de Vibrolipoaspiração.  A cânula que esculpe suas gorduras possui um mecanismo vibratório na sua extremidade que acelera o procedimento cirúrgico (a metade do tempo da lipo convencional) o que resulta em menos dor, menos inchados e menos roxos depois da cirurgia.

A cânula da Vibrolipo, com mecanismo rotatório e vibracional menos traumática aos tecidos

2. A Lipo de alta definição promove DEFINIÇÃO DA MUSCULATURA e SALIENTA OS CONTRASTES DE LUZ E SOMBRA do seu corpo. Regiões como abdômen, cinturas, peitorais, coxas, braços ficam MAIS MAGROS E DEFINIDOS.

3. Não é um processo apenas de remover gorduras como a lipo tradicional

4. Permite a utilização da gordura para salientar e definir o bumbum.

admin

CIRURGIA PLÁSTICA MINI LIPO: PARA QUEM É INDICADA?

É muito comum pacientes com aquele acúmulo de gordura incômodo na região abdominal, nos flancos ou nas costas busquem por procedimentos cirúrgicos para resolver a questão. A depender da quantidade de gordura a ser retirada, uma solução pode vir a ser o se convencionou a chamar de mini lipo.

Na mini lipo costuma-se retirar a gordura localizada sobressalente de uma determinada região, quando na lipoaspiração tradicional pode ser removido o excesso de gordura de regiões combinadas, por exemplo, a famosa pochete na parte inferior do abdome mais da parte lateral da cintura, por exemplo.

O QUE É MINI LIPO?

mini lipo pode ser considerada a lipoaspiração de menor porte ou focada em determinada região. A metodologia cirúrgicaretira menor quantidade de gordura localizada, demandando menor tempo de internação e de recuperação.

Ela é comumente feita em nosso país próximo ao verão, quando homens e mulheres já fizeram de tudo para perder o popular pneuzinho, mas ele persiste na região.

O procedimento segue o mesmo padrão da lipoaspiração tradicional, diferenciando-se apenas pela porcentagem de gordura localizada a ser retirada do paciente.

CIRURGIA PLÁSTICA MINI LIPO: PARA QUEM É INDICADA?

A cirúrgica plástica da mini lipo costuma ser indicada a paciente com pouca gordura localizada, sendo uma cirurgia para colaborar na conquista do abdômen mais sequinho e definido. Pode ser feita em homens e mulheres acima dos 18 anos e comprovadamente aptos para uma intervenção cirúrgica.

Pacientes que fizeram abdominoplastia e ainda percebem aquele acúmulo em pontos específicos do abdome e aqueles que já passaram por toda a etapa de perda de peso mais reeducação alimentar, e a academia não colabora mais para redução da gordura localizada.

MINI OU LIPOASPIRAÇÃO TRADICIONAL: COMO ESCOLHER?

É importante que o paciente procure por orientação médica para saber se o seu caso é mais indicado a mini lipoaspiração ou a metodologia tradicional.

Isso deve-se ao fato da necessidade de avaliação criteriosa da região, análise do IMC do paciente e entendimento de seus desejos. Como existem diversos tratamentos que levam a termologia lipo — hidro lipo, lipo light, entre outros — é comum que muitos acabem por se confundir e optar por um procedimento que não trará resultados como o esperado, gerando frustração no paciente.

A quantidade de tecido adiposo a ser removido também serve como base na indicação da mini lipo ou da metodologia tradicional. Enquanto a lipoaspiração consegue remover de 5 até 7% de tecido adiposo do paciente, na mini lipo essa quantidade será bem menor.

Logo, procure por um cirurgião plástico em Brasília e faça uma consulta de avaliação.

A MINI LIPOASPIRAÇÃO É SEGURA?

A resposta a esse questionamento é: sim. Por se tratar de uma cirurgia plástica ela deve ser feita em ambiente hospitalar (ou em clínica devidamente equipada com centro cirúrgico) e por médico-cirurgião com título de especialista emitido pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

Assim como na lipoaspiração tradicional, na mini lipo o paciente precisa estar sedado e para aspiração do tecido adiposo sobressalente é utilizada uma cânula, mais fina que a tradicional, sendo mais precisa para chegar à região que necessita ser lipoaspirada.

Risco, qualquer procedimento tem, mas quando feito por profissional devidamente registrado e habilitado eles são menores.

BENEFÍCIOS DA MINI LIPO AO PACIENTE

  • Existem vários benefícios da mini lipo, os mais comuns são:
  • Menor tempo de cirurgia e internação;
  • Recuperação mais rápida e menos dolorosa;
  • Técnica relativamente mais simples que a lipo tradicional;
  • Resultado tão eficiente quanto a metodologia tradicional;
  • Pode ser feita em qualquer época do ano.

CUIDADOS PÓS-OPERATÓRIO

Não são necessários cuidados específicos após a mini lipo.É importante que o paciente faça repouso no dia do procedimento, sendo que no dia posterior é vida relativamente normal. O paciente pode retomar o trabalho sem causar nenhuma complicação.

Dois dias após a plástica de retirada de gordura, os curativos podem ser removidos no consultório. É indicado alguns retornos ao cirurgião plástico para verificar os primeiros resultados e orientações quanto ao período de recuperação.

Há relatos de pacientes que retornaram a vida normal no dia seguinte após a mini lipo e tiveram resultados surpreendentes.

TEMPO DE RECUPERAÇÃO DA MINI LIPOASPIRAÇÃO

Por se tratar de um procedimento pouco invasivo, quando comparada a metodologia tradicional, o tempo de recuperação da mini lipo é bem menor. Enquanto na lipoaspiração esse período pode chegar a 30 dias, na mini esse tempo é reduzido para 15 dias, em média, e no caso da lipo a laser, muito menos tempo de recuperação ainda.

O paciente, em menos de sete dias, pode retomar a prática de atividades físicas e deve manter uma rotina com a realização de drenagem linfática somada ao uso de ultrassom, tudo para evitar o surgimento de fibrose e potencializar os resultados da mini lipo.

A cinta modeladora acompanhará o paciente por até dois meses — a depender da indicação do cirurgião plástico — mas, quando se compara ao tempo de recuperação da lipoaspiração, pode-se dizer que chega a ser reduzido à metade. Além de ser bem menos dolorido.

admin

Qual a diferença entre a Lipo HD e a Lipo convencional?

 Todo mundo sabe que, se se realmente quiser um corpo escultural, ou com boa aparência, deve-se ter uma alimentação saudável e praticar exercícios regularmente. Isso é válido para reduzir a gordura geral do corpo, mas em algumas áreas do corpo ela é muito teimosa e não desaparece nem com os mais vigorosos exercícios e as dietas mais vigorosas. Muitas pessoas que essa gordura resistente consideram a Lipo de Alta-Definição, ou Lipo HD, como resposta para ter o desenho do corpo que desejam. Hoje nós vamos falar da diferença entra lipoaspiração convencional e a Lipo de alta-definição.

Lipo HD é voltada para pessoas que não possuem tanta gordura corporal

            A Lipoaspiração convencional remove a gordura indesejada de muitas áreas, como pernas, abdômen, costas, braços, glúteos e muitas outras áreas que tem gordura o suficiente para ser removida. Após o procedimento, você terá um corpo mais fino, com o contorno mais definido. Já a Lipo HD é voltada para pessoas que não possuem tanta gordura corporal, pois o cirurgião irá criar as linhas musculares retirando a gordura acima dos músculos subjacentes. Assim, o ou a paciente poderá acabar com aquela “pochete” que não sai nem com os mais difíceis e constantes exercícios e poderá ter uma barriga tanquinho. Nos homens, os gominhos serão bem definidos e na mulher principalmente a linha do contorno. Ou seja, a Lipo HD remove aquela gordura mais difícil de sair, por isso o candidato para esse tipo de procedimento tem que estar bem próximo do peso ideal e ter uma pele com boa elasticidade. O resultado da cirurgia será bem aprimorado em pacientes que estão se exercitando e tem uma boa aparência muscular.

             A Lipo HD exige habilidade, experiência e conhecimento detalhado dos músculos do corpo. Tente encontrar um cirurgião plástico com experiência em Lipo HD. Comunique ao cirurgião seu objeto e expectativa na consulta, ouça as respostas e veja como se sente diante da postura do médico. E lembre-se: não dói nada ir atrás de uma segunda opinião em caso de dúvida.

admin

Cirurgia plástica íntima: quando é indicada e cuidados.

A cirurgia plástica na região genital é conhecida por cirurgia plástica íntima, e pode ser indicada para tratar problemas de saúde, como a bexiga caída, ou para melhorar a aparência dos genitais, através da redução dos pequenos lábios vaginais, por exemplo.

Esse tipo de cirurgia plástica realizada pelo Dr. Alexandre Nunes em Brasília só pode ser realizada após os 18 anos de idade, após os genitais terem se desenvolvido completamente, além disso, os genitais femininos podem sofrer grandes alterações durante a gravidez e na menopausa, e por isso não existe um momento mais indicado para a mulher recorrer a esse tipo de tratamento estético, sendo muito pessoal essa escolha.

É importante esclarecer que na maioria dos casos de cirurgia plástica íntima feminina o objetivo é deixar a região mais ‘bela’, mas isso também é muito subjetivo e pessoal, e por isso antes de tomar uma decisão drástica de realizar uma cirurgia de rejuvenescimento vaginal, a mulher pense sobre o assunto durante alguns meses, converse com seu parceiro e seu médico de confiança. 

Indicações da cirurgia plástica íntima na mulher 

A cirurgia plástica na região íntima feminina pode ser usada para: 

Razões estéticas ou emocionais: 

  • Redução do prepúcio do clitóris para que fique mais exposto e a mulher tenha mais prazer;
  • Rejuvenescimento do vagina, com branqueamento genital, quando a mulher acha que seus genitais são muito escuros;
  • Lipoaspiração do monte de Vênus quando a mulher acha que sua vulva é muito grande, alta ou larga;
  • Redução dos pequenos lábios vaginais somente para que fiquem menores que os grandes lábios;
  • Colocar um novo hímen, para que a mulher ‘volte’ a ser virgem novamente. 

Razões médicas: 

  • Redução dos pequenos lábios vaginais: quando causa desconforto durante a atividade física, uso de certo tipo de roupa, dor ou aprisionamento dos lábios durante a penetração, ou se ocorreu depois da gravidez ou parto vaginal;
  • Ninfoplastia: Redução do tamanho da vagina após observar grande frouxidão vaginal após o parto vaginal que interfere na satisfação sexual da mulher;
  • Alteração dos genitais que interferem na penetração ou prazer sexual;
  • Perineoplastia: Para combater a bexiga caída ou incontinência urinária, por exemplo.

Indicações da cirurgia plástica íntima no homem

A cirurgia plástica na região genital masculina normalmente é usada para:

  • Aumentar o tamanho do pênis.
  • Retirar o acúmulo de gordura na região pubiana, através da lipoaspiração;
  • Combater a lateralização do pênis, em caso de doença de Peyronie.

Os cortes realizados na cirurgia são pequenos, geralmente passam desapercebidos, mas é normal que a região fique inchada e roxa por até 4 semanas, impossibilitando o contato sexual nessa fase. 

Como é feita a cirurgia plástica íntima  feminina

A cirurgia plástica íntima é feita em aproximadamente 2 horas, com anestesia local ou geral e o paciente está liberado para ir para casa no dia seguinte e para voltar ao trabalho em 2 dias após a cirurgia, se o trabalho não envolver intenso esforço físico.

O médico mais indicado para realizar esse tipo de procedimento é ginecologista especialista em cirurgia plástica. Não existe um padrão único sobre que tipo de procedimento é mais indicado para cada caso, ficando à critério do médico o tipo de procedimento que será realizado em cada cirurgia. 

Cuidados depois da cirurgia plástica íntima

Após fazer este tipo de cirurgia é preciso ter alguns cuidados como:

  • Não ter contato íntimo durante cerca de 30 a 45 dias;
  • Repouso por cerca de 2 a 3 dias;
  • Não realizar exercícios físicos nas primeiras três semanas;
  • Fazer a higiene íntima normalmente com água morna e sabonete neutro;
  • Usar calcinha ou cueca de algodão;
  • Aplicar compressas frias na região íntima para diminuir o inchaço;
  • Não esfregar a região íntima.

Os cuidados a ter após a cirurgia plástica íntima estão relacionados com o inchaço da região que desaparece cerca de 4 semanas.

admin

Qual a diferença entre vibrolipo e lipoaspiração?

Com os avanços da medicina há cada vez mais recursos para procedimentos estéticos.

Para quem deseja ficar livre das gorduras localizadas e conquistar um corpo com mais curvas podem optar pela lipoaspiração e vibrolipoaspiração.

Segundo dados de um relatório divulgado pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (Isaps), a lipoaspiração é a segunda cirurgia plástica mais popular no mundo, sendo responsável por 14% de todos os procedimentos cirúrgicos.

Conhecer o método é fundamental antes mesmo de saber o valor. Com tantos procedimentos existentes, o ideal é buscar informações e optar por técnicas mais avançadas, com segurança no procedimento, recuperação menos dolorida, melhor contorno corporal e resultados naturais.

Conheça a diferença entre vibrolipo e lipoaspiração

A vibrolipo, conhecida também como vibrolipoaspiração, é uma cirurgia plástica indicada para retirar a camada de gordura localizada. Esse procedimento é semelhante a lipoaspiração tradicional, mas a diferença é que a vibrolipo promete ser uma técnica menos invasiva.

Durante o processo da vibrolipo para retirar a gordura o cirurgião insere finas cânulas por meio de pequenas perfurações. As cânulas são conectadas em aparelho que promove a vibração. Na lipoaspiração tradicional, o próprio médico faz este movimento de forma contínua. Desta forma, a gordura é retirada com mais facilidade, pois com avanços tecnológicos, as cânulas ficaram mais modernas, o que possibilita movimentos mais delicados e menos trauma aos tecidos.

A denominação de vibrolipo foi devido ao processo vibratório usado nas cânulas no momento da cirurgia. As vantagens da vibrolipo são diversas e pode-se destacar que o procedimento é realizado em menos tempo; envolve menor quantidade de sangue; o inchaço e manchas roxas são reduzidos, além de proporcionar um pós-operatório mais tranquilo.

admin