• (61) 4104-6161
  • apoio@drplastica.com.br

Rejuvenescimento facial – quando começar a pensar a respeito?

Rejuvenescimento facial – quando começar a pensar a respeito?

Após a terceira década de vida, normalmente surgem os primeiros sinais de envelhecimento na face. As características deste processo são muito particulares de cada indivíduo. A cirurgia plástica possibilita contornar de maneira bastante elegante este processo, conferindo jovialidade ao rosto de forma absolutamente natural.

Neste artigo, o doutor José Saraiva – especialista e membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, responde as principais dúvidas de seus pacientes a respeito de rejuvenescimento facial. Confira!

Qual a diferença entre a plástica de pálpebras e lifting facial?

A plástica das pálpebras é a cirurgia que visa rejuvenescer a região ao redor dos olhos. Trata o excesso de pele e as bolsas de gordura que acumulamos nesta região. Já o lifting facial ou ritidoplastia é a plástica que rejuvenesce o rosto como um todo, incluindo também o pescoço, que sofrem a ação da gravidade e do envelhecimento provocado pelo sol e reposiciona os tecidos profundos removendo também os excessos de pele.

Com que idade é recomendado um procedimento como este?

Depende muito, mas em geral a partir da terceira década de vida estes procedimentos  estão indicados. O processo natural do envelhecimento depende muito de fatores constitucionais; cada pessoa tem um ritmo particular de envelhecimento. Não podemos esquecer dos fatores ambientais:  estilo de vida, fumo, exposição ao sol, qualidade do sono são fatores que também influenciam.

Por volta dos 30 anos, o que é possível realizar como forma preventiva?

Ao redor dos 30 anos, os primeiros sinais de envelhecimento começam a aparecer. Nesta idade, damos atenção especial ao tratamento da pele e iniciamos a estimulação de colágeno com produtos como o Sculptra. É uma fase onde usamos preenchedores para tratar rugas finas, onde indicamos outro procedimento para algumas rugas da região frontal e lateral dos olhos. Já em relação aos procedimentos cirúrgicos, esta é uma fase em que para algumas pessoas a plástica de pálpebras já está indicada.

E por volta dos 40 anos, o que é recomendado?

Ao redor dos 40 anos, os cuidados com a pele continuam. O laser e os tratamentos químicos periódicos para que a pele continue com um aspecto saudável são indicados; peelings químicos também são uma ótima opção. Porém, é uma fase em que os efeitos da gravidade sob o rosto já podem ser sentidos. Então é um período em que normalmente você já tem a indicação do lifting facial, uma cirurgia de rejuvenescimento facial do rosto e do pescoço. Esta é uma fase excelente pra isso, já que a pessoa é jovem de rosto e corpo. Então, quem passa por um procedimento como esse consegue um refrescamento da expressão sem chocar. Ela muda, ganha um ar jovial de uma forma absolutamente natural.

Por volta dos 60, 70 anos ou até mais, ainda é possível fazer uma plástica de pálpebras ou lifting?

Sim, claro. É possível. A finalidade de uma cirurgia plástica é melhorar a qualidade de vida – e esta busca é legítima em qualquer idade. Desde que a pessoa esteja com boas condições de saúde, ela pode se submeter a um procedimento como esse em qualquer faixa etária.

O laser pode substituir a plástica de pálpebras?

laser é uma ferramenta que podemos utilizar inclusive em procedimentos cirúrgicos para cortar e/ou cauterizar vasos. O grande emprego do laser hoje está no condicionamento de pele. Então nós usamos os lasers fracionados de CO2 para conseguirmos um rejuvenescimento de pele, mas ele não trata as estruturas profundas que são objeto de ação da cirurgia plástica.

Quais as novidades em rejuvenescimento facial?

Nos últimos anos temos trabalhado muito na reposição volumétrica da face. E o que é isso? É sabido que durante o processo natural de envelhecimento nós perdemos volume de gordura no rosto e nós conseguimos dar um aspecto mais jovial e tratar melhor esse rosto numa cirurgia de rejuvenescimento quando nós restabelecemos parte deste volume de gordura perdida.

De que forma é realizado este procedimento?

Nós obtemos gordura de outras regiões corporais; essa gordura é purificada e preparada para ser aproveitada em algumas regiões que nós necessitamos no rosto, por exemplo, a região das maçãs do rosto, das bochechas, contorno da mandíbula, regiões labiais, e podemos fazer isso durante um lifting ou previamente preparando o rosto para posteriormente ser submetido a um lifting.

Uma outra opção é a utilização dos estimuladores de colágeno como o Sculptra, que também repõe volume e tem efeitos duradouros.

A plástica do rosto ou da pálpebra muda a fisionomia da pessoa?

O que se busca em uma cirurgia plástica de uma forma geral é a naturalidade do resultado, ou seja, a gente procura buscar sempre um resultado que simule algo criado pela natureza. E na cirurgia plástica do rosto isso é levado ao extremo. A cirurgia plástica do nariz ou do rosto são cirurgias plásticas que tem uma curva de aprendizado muito longa e são os poucos os profissionais que de fato vão se sentir à vontade com esse tipo de procedimento. A finalidade do procedimento é refrescar o rosto, é dar um ar descanso para a expressão, mas jamais mudar formato de olho, mudar formato da boca, ou seja, mudar a expressão do paciente. O objetivo é deixar o semblante mais leve mas com os mesmos traços.

Em quanto tempo alguém que realiza a plástica de rosto recupera a fisionomia normal?

Para que o paciente recobre uma aparência socialmente boa, demora em torno de 10 a 15 dias. Em geral, entre 7 e 10 dias o paciente perde o inchaço aparente. As manchas roxas – ou equimoses – costumam desaparecer entre 10 e 15 dias. No período dos primeiros dias nós recomendamos que os pacientes durmam com a cabeceira mais elevada, faça algumas drenagens linfáticas para acelerar o processo de recuperação.

admin

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: