• (61) 4104-6161
  • apoio@drplastica.com.br

Lipoaspiração: cirurgia, recuperação, antes e depois

Lipoaspiração: cirurgia, recuperação, antes e depois

Cirurgia plástica cada vez mais procurada, a lipoescultura visa modelar o corpo por meio da realocação da gordura do próprio paciente. Saiba tudo sobre ela:

Lipoescultura e lipoaspiração: qual é a diferença?

Toda vez que alguém fala em lipoaspiração pensamos em lipoescultura, não é mesmo? Mas você sabe a diferença entre as duas?

Quando realizamos uma lipoaspiração, a gordura retirada das áreas em excesso, como barriga e costas, normalmente é descartada.

Na lipoescultura, a gordura que seria jogada fora é colocada em áreas do corpo da paciente que poderiam se beneficiar com aumento de volume, como o bumbum. O nome técnico disso é “lipoenxertia” ou “enxerto de gordura” e tem a função de esculpir o corpo.

Como funciona?

Quando realizamos a lipoaspiração, a gordura vem junto com outros líquidos e células do corpo, como sangue e soro. Separamos a gordura dos demais e, após prepará-la, injetamos nas áreas necessárias, modelando assim o corpo da paciente.

Dentre todos, o local mais comum de ser colocada a gordura é no bumbum, mas também pode ser injetada em áreas com depressões, no rosto e nas mamas e até quadril.

A cirurgia é realizada em hospital com anestesia geral e a alta hospitalar geralmente ocorre no mesmo dia ou no dia seguinte.

Recuperação e resultados da lipoescultura

No pós-operatório da lipoescultura, a paciente precisa fazer uso de uma cinta elástica por um mês para cobrir e proteger as áreas em que foi realizada a lipoaspiração.

Deve-se fazer o máximo de esforço possível para não se apoiar na parte do corpo em que foi injetada gordura, por um período de dez a quinze dias, para que a modelagem não sofra deformações.

É normal sentir um pouco de dor nos locais da cirurgia e aparecerem roxos, mas eles desaparecem com o tempo (em torno de quinze dias). O resultado final aparece com três meses de pós-operatório.

Resultado é permanente?

Outra pergunta bastante comum é se tudo o que foi colocado de gordura permanece no lugar: infelizmente, isso não acontece.

Aproximadamente 30% do que foi injetado é reabsorvido pelo corpo e o local diminui. Isso ocorre porque nem todas as células injetadas vão ter contato direto com o sangue e, com isso, acabam por “morrer” e desaparecer.

admin

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: