• (61) 4104-6161
  • apoio@drplastica.com.br

Conheça algumas cidades imperdíveis para conhecer na Sicília

Conheça algumas cidades imperdíveis para conhecer na Sicília

À medida que os viajantes veem a Sicília como parte fundamental de uma viagem para a Itália e procuram por lugares para visitar além de Palermo, Taormina e as Ilhas Eólias, as belas cidades e vilas de Val di Noto ficam cada vez mais populares. Embora atraiam visitantes desde os tempos da tradicional viagem pela Europa, batizada de Grand Tour, esses destinos oferecem os tipos de atrações mais procurados atualmente: autenticidade, tesouros artísticos e muitas delícias gastronômicas, sem multidões de turistas.

Caltagirone

A cidade, que é referência de longa data para cerâmica elaboradamente projetada, tem até um museu, o Museo Regionale della Ceramica, e uma magnífica escadaria, a Scalinata de Santa Maria del Monte, onde os degraus são adornados com padrões de cerâmica associados à longa história local. A ponte St. Francis Bridge também é decorada com peças do tipo.

Catânia

Além de todos os pontos imperdíveis do barroco, como a Catedral de Santa Agatha e a praça Piazza del Duomo, é possível ir diretamente para a Roma Antiga, ao visitar o Teatro Romano, datado do século 2. Nas tardes quentes, vá para as praias próximas, como La Playa ou a Riviera dei Ciclopi, a cerca de 12 quilômetros ao norte.

Militello in Val di Catania

A cerca de uma hora de carro de Catânia, esta cidade tem sido chamada de um museu ao ar livre por sua abundância de palácios e mais de 20 igrejas. As ruínas do Castello Barresi-Branciforti, do século 14, junto do Oratório da Madonna della Catena, estão entre o pouco que sobrou da cidade antes do terremoto.

Módica

A Duomo di San Giorgio, entre as cerca de 100 igrejas da cidade, é um dos melhores exemplos da arquitetura barroca siciliana. A cidade também é conhecida por seu chocolate exclusivo, produzido com métodos que datam dos tempos astecas e que foram usados ​​desde que Módica estava sob o domínio espanhol.

Palazzolo Acreide

Devido aos seus tesouros barrocos e antigos, Palazzolo se tornou um destino para o Grand Tour e o Museo dei Viaggiatori (ou Museu dos Viajantes, em português), no Palazzo Vaccaro, que relembra esse período com documentos históricos de viagens, livros e gravuras. O sítio arqueológico próximo, Akrai, já foi uma colônia grega em 664 a.C.

admin

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: