• (61) 4104-6161
  • apoio@drplastica.com.br

Como é o PÓS OPERATORIO de uma cirurgia de aumento Peniano

Como é o PÓS OPERATORIO de uma cirurgia de aumento Peniano

Eventuais alterações no pós operatório –  como é o pós operatório:
– todo pênis fica inchado e várias orientações o seu médico vai passar;
– há uso de dreno  quando solta o ligamento;
– o líquido da lipoaspiração feita preto do umbigo e do púbis desce por gravidade para o corpo, isso ocorre em qualquer lipoaspiração . Nesta cirurgia não é diferente, o líquido vai para o pubs, desce para o pênis e para o escroto. Aos poucos esse líquido vai sendo reabsorvido;
– muitos pacientes gostam da espessura do pênis inchado, outros procedimentos complementares podem ser realizados a posterior para complementar mais espessura ao pênis;
– o paciente é orientado a fazer manobras para a gordura não deslocar. Se a gordura se desloca no início dá para massagear e ela voltar pro lugar. Se no local da dobra faz um vinco, pode ser edema do pós operatório, caso contrário, se houver perda de gordura um procedimento mais simples como preenchimento com produtos em seringa como o ácido hialurônico pode ser colocado ou complementar com novo enxerto de gordura.
– em alguns casos há perda maior de gordura ao longo do pênis , isto inicia com lipólise e forma um óleo. Esse óleo é tóxico para a gordura adjacente (ao redor) e é melhor ser drenado. O paciente necessita falar de alterações locais pois são sinais que o médico precisa saber para poder intervir no tempo certo e evitar complicações;
– em caso de perda maior da gordura, outro enxerto pode ser programado a partir de 60 dias da cirurgia;
– o prepúcio longo é o grande vilão. Realizar a postectomia é uma situação que o médico pode sugerir e a decisão é conjunta entre o médico e o paciente;
– nos primeiros dias o paciente pode ter dor ao caminhar, é raro mas alguns casos podem ter até 15 dias de desconforto;
– infecção é muito rara, normalmente associada a lipólise do enxerto de gordura, ou má higiene do paciente, ou uso inadvertido de sexo anal em fase próxima da cirurgia, também pode abrir ponto e criar uma porta de entrada de bactéria pela cicatriz que teve deiscência (abriu pontos);
– o uso de dreno se faz necessário para não acumular líquido  e sangue na área do ligamento descolado;
– dependendo do edema, a pele do prepúcio pode inchar e a persistência deste dificulta expor a glande   Nesta fase é necessário limpar a glande com cotonete;
– se persistir a não exposição da glande, uma postectomia pode ser indicada;
– a área de pele do retalho que vai descer do púbis pode ter sofrimento parcial e levar à necrose, isto leva a abertura dos pontos, e perda parcial do retalho. Para evitar essa perda de tecido, é indicado para alguns pacientes no início da constatação do sofrimento dérmico no pós-operatório, é indicado sessões de medicina Hiperbárica (terapia com oxigênio em uma câmara fechada de baixa pressão atmosférica). Estas sessões de terapia podem ter os custos cobertos pelo convênio. Para pacientes sem convênio, as sessões são particulares e custam em torno de R $280,00 a 350,00 cada sessão.  São indicados de 6 a 10 sessões;
– diante de perda de vitalidade da área do retalho do púbis (ponta do triângulo do retalho), o médico fará ressecção da mesma e fechamento com pele local da área do púbis;
– a abstinência sexual é necessária por 21 a 30 dias após a cirurgia, mas diante de qualquer intercorrência é considerada uma nova contagem. A relação sexual oral e masturbação pode ser liberada com menos tempo;
– PARA QUEM MORA EM OUTRA CIDADE DE ONDE OPEROU: o paciente precisa fazer visitas semanais nos primeiros 15 dias do pós operatório. Outro profissional de saúde como enfermeira ou médico pode retirar o dreno e os pontos, podendo ser acompanhado à distância;
– em qualquer sinal de vazamento de  líquido exagerado, o paciente precisa comunicar seu médico;
– em qualquer situação de febre, inchaço local e calor local, o paciente deve imediatamente falar com seu médico.  Medidas como drenagem de abscesso ou do óleo de destruição de gordura enxertada poder necessitar de drenagem pelo médico que operou; em caso de infecção o paciente precisa ficar próximo do médico para realizar curativos de lavagem nos primeiros 3 a 5 dias;
– situações descritas na literatura: hemorragia, retração do pênis para uma posição próxima de  onde ele era, o pênis fica torto;
– O edema pode ser moderado ou raramente intenso, por isso existe um cuidado que o médico orienta o paciente fazer no pós operatório.

admin

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: